Megaoperação da Polícia Militar em 13 das 16 favelas da Maré deixa cerca de 122 mil pessoas sem o direito de ir e vir respeitado

Terceira operação em menos de duas semanas, a ação já registra relatos de invasão de domicílio e abordagens violentas, entre outras violações de direitos; 44 escolas da rede estadual e municipal estão sem aulas por conta da violência armada. Cerca de 15 mil alunos foram prejudicados em semana de provas finais.

Atualizado às 15h36

Hoje, segunda-feira (25/11), 13 das 16 favelas da Maré (Vila do João, Vila dos Pinheiros, Conjunto Esperança, Conjunto Pinheiro, Salsa & Merengue, Morro do Timbau, Baixa do Sapateiro, Conjunto Bento Ribeiro Dantas, Nova Holanda, Parque Maré, Nova Maré, Rubens Vaz e Parque União, nas quais moram cerca de 120 mil cidadãos) estão sob operação policial realizada pelo Comando de Operações Especiais (COE), policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e do Grupamento Aeromóvel (GAM) desde por volta das 5 da manhã.

No início da manhã, os moradores das favelas Vila do João, Vila dos Pinheiros, Conjunto Esperança, Conjunto Pinheiro, Salsa & merengue, Morro do Timbau, Baixa do sapateiro, Conjunto Bento Ribeiro Dantas alertaram sobre intensa troca de tiros, circulação do caveirão, presença de policiais a pé e do Caveirão Voador, dando voos rasantes.

Durante a tarde, policiais do BOPE circularam a pé pelas favelas Nova Holanda, Parque Maré, Nova Maré, Rubens Vaz e Parque União, e o caveirão foi avistado na Rua Teixeira Ribeiro. Moradores relatam que houve depredação de um estabelecimento comercial no Conjunto Bento Ribeiro Dantas e que casas foram invadidas na Vila dos Pinheiros e no Morro do Timbau. Há registros ainda de abordagens violentas. A equipe do Maré de Direitos permance de plantão para receber denúncias, basta entrar em contato pelo Whatsapp (21) 99924-6462.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui