A Maré tem drywall

O curso, promovido pela Redes da Maré com as empresas Knauff do Brasil e Ireso, acontece desde 2013 e já formou cerca de 150 profissionais em drywall

Saiba mais sobre a técnica que tem mudado a cara das obras da Maré e gerado renda para os profissionais que a dominam

Maré de Notícias #94 – novembro de 2018

Por: Jéssica Pires

A técnica chegou ao Brasil na década de 1970, mas sua presença ainda é discreta nos canteiros de obra. O drywall é composto por placas de gesso e estruturas metálicas. O termo, que em Português significa “parede seca”, surge da pouca utilização de água para sua confecção. E esse é apenas um dos seus benefícios. O método também produz menos entulho em relação à alvenaria, e seus resíduos são recicláveis. Além dos benefícios ecológicos, o drywall também garante mais leveza na estrutura, flexibilidade, rapidez e possibilidade de isolamento acústico e térmico.

De acordo com os profissionais, se o serviço for executado conforme as normas técnicas existentes, não há com o que se preocupar em relação à umidade e à resistência, para citar alguns exemplos. Quanto ao custo que, de fato, é maior que o da alvenaria, Carlos Alberto Anacleto afirma: “se você for comparar o custo x benefício, você vê que vale a pena pela agilidade. Consigo entregar uma obra em três meses em vez de seis. Nesse tempo, o comerciante consegue voltar a lucrar mais rápido ou o morador a deixar de pagar aluguel e voltar pra sua casa”. Carlos Alberto trabalha na área há doze anos e é professor do Curso de Drywall da Redes da Maré.

Engana-se quem associa o rebaixamento de teto ao drywall e acha que essa é a única possibilidade. O sistema serve, por exemplo, para esconder tubulações, engrossar paredes, cobrir aberturas, dividir ambientes e, até mesmo, construir uma casa inteira, incluindo os móveis fixos.

Maré tem profissionais qualificados na técnica

Você sabia que por aqui temos muitos profissionais qualificados que trabalham com drywall? O Curso, promovido pela Redes da Maré com o patrocínio e parceria das empresas Knauff do Brasil e Ireso, acontece desde 2013 e já formou cerca de 150 profissionais.

Flavio Dantas, estudante e morador do Parque Maré, é um dos alunos da atual turma do Curso de Drywall. “Depois que você começa a reparar, você vê que aqui na Maré tem muita gente trabalhando com isso, um mercado de trabalho muito grande”, conta o jovem que já construiu uma parede para dividir cômodos da casa da mãe com os conhecimentos adquiridos no Curso.

Jonatham Pereira e Cleberson Coelho são moradores da Nova Holanda e amigos desde a infância. Atualmente, são sócios e prestam serviços de drywall. Jonatham fez o Curso em 2015, e Cleberson, a convite do amigo, em 2017. Para eles, a princípio, o Curso representava apenas uma tentativa de reinserção no mercado de trabalho. Não imaginavam que a partir dali se tornariam empreendedores: “a gente vive só do drywall hoje e sustentamos nossas famílias com isso”, conta Jonathan.

Segundo os jovens, o que aprenderam no Curso também foi importante para o processo de formalização como microempreendedores, o que hoje garante mais acesso a crédito e a possibilidade de prestar serviços para empresas. “Para ser um microempreendedor são quatro requisitos: não pode ter empresa aberta, não pode ter sócios, não se deve ultrapassar R$ 81 mil de faturamento anual, e tem de ter apenas um ponto de atendimento” esclarece Ana Carolina, consultora do Sebrae, responsável pelos atendimentos realizados na sede da Redes da Maré (leia mais no boxe Benefícios e Obrigações de um Microempreendedor).

Clientes satisfeitos

Ascendino Procópio é morador da Maré e, após a indicação da irmã, contratou profissionais para rebaixarem o teto da sala de sua casa, na Nova Holanda. O aposentado afirmou que o maior benefício da técnica é o fato de não gerar muita poeira. Ascendino, mais conhecido como Dininho, afirma: “minha irmã é extremamente exigente e, assim como ela, fiquei muito satisfeito com a escolha do drywall e dos excelentes profissionais aqui da Maré”.

Benefícios e obrigações do Microempreendedor

Benefícios

  • Sair da informalidade
  • Acessar crédito (ter uma conta jurídica ou máquina de cartão)
  • Comprar materiais com desconto
  • Emitir notas fiscais
  • Contribuir para a Previdência Social (e ter direito a benefícios como a aposentadoria)
  • Isenção de impostos
  • Ter um funcionário de carteira assinada

Obrigações

  • Pagar contribuição mensal. Comércio R$ 48,70; Prestação de Serviços R$ 52,70, os dois R$ 53,70 (R$ 46,70 INSS, R$ 1,00 para quem comercializa e R$ 5,00 para quem presta serviços)
  • Declarar faturamento anual

Para mais informações, acesse www.portaldoempreendedor.gov.br ou vá ao atendimento do Sebrae na sede da Redes da Maré (Rua Sargento Silva Nunes, nº 1012), segundas e terças-feiras, das 10h às 16h. Participe também do grupo no Facebook “Empreenda Maré” para ficar por dentro das dicas do Sebrae, capacitações e formações sobre empreendedorismo e gestão.

Redes da Maré oferece curso de Drywall

A Redes da Maré promove um curso de formação em drywall, com o importante patrocínio e parceria das empresas Knauff do Brasil e Ireso. O Curso é composto por 280 horas e oferece aulas teóricas e práticas. Seu objetivo é propiciar aos jovens da Maré a qualificação técnica e teórica em drywall e gestão, para ampliação de oportunidades profissionais. Com duração de cinco meses, o Curso é destinado a moradores da Maré, de 18 a 30 anos, que tenham o Ensino Fundamental completo. Mais informações: 3105-5531.

Fotos: Douglas Lopes
Ficou interessado no drywall e quer o contato de um dos profissionais formados pelo Curso da Redes da Maré? Ligue: (21) 3105-5531.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui