Ronda Coronavírus – A Maré passa de 500 casos de Covid-19

Segundo dados levantados pela Redes da Maré, as favelas têm mais que o dobro dos dados oficiais

Brasil chegou hoje (12/6) a 41.828 mortes e 828.810 casos confirmados, segundo o Ministério da Saúde. Já o estado Rio de Janeiro tem 77.784 casos confirmados e 7.417 mortes por Covid-19. São ainda 1.192 mortes que estão em investigação. Na capital fluminense são mais de 40 mil casos e 4.877 mortes. Nas favelas da cidade do Rio, os casos passam de 1.700 e 392 mortes, segundo dados oficiais. 

Covid-19 na Maré

Pelo Painel Rio Covid-19, da prefeitura do Rio, a Maré continua com os mesmos números por dois dias consecutivos, 253 casos confirmados e 67 óbitos. O número não condiz com a realidade de pessoas relatando sintomas e a quantidade de óbitos com suspeitas do vírus. De acordo com os dados coletados até o dia 08 de junho pela equipe do “De Olho no Corona!”, projeto da Redes da Maré que tem contato direto com os moradores, há mais 527 pessoas com suspeita de coronavírus, o que resulta num total 768 casos no conjunto das 16 favelas da Maré. Durante essa semana, muitos moradores relataram a presença da ambulância do Samu nas favelas da Maré. 

Bonsucesso lidera o ranking na taxa de mortalidade

De acordo com os dados do IBGE, de 2010, Bonsucesso tem 18.711 habitantes. Segundo os dados do Painel Rio Covid-19, o bairro tem hoje (12/6) 504 casos confirmados e 65 mortes pelo novo coronavírus. Apesar de Campo Grande apresentar o maior número absoluto de mortes da cidade, (1.599 casos confirmados e 255 mortes) é Bonsucesso o bairro mais mortal da cidade, com uma taxa de 304,6 mortes por 100 mil habitantes, enquanto Campo Grande fica com 70,7 mortes por 100 mil habitantes. Isso acontece porque a população de Bonsucesso é de 18.711 pessoas, enquanto a de Campo Grande é mais que 17 vezes maior, com 328.370 habitantes, segundo dados do IBGE de 2010. Confira aqui a matéria de Jéssica Pires.

De volta às atividades apesar do crescimento de casos de coronavírus

Algumas igrejas e templos religiosos na Maré que não estavam realizando cultos presenciais estão reabrindo as atividades. As igrejas neopentecostais, em sua maioria, não deixaram de fazer cultos presenciais e nesse momento de reabertura, registram maior participação de fiéis. Um outro aumento registrado foi o número de moradores da Maré na Ilha do Fundão para fazerem caminhada e corrida. Uma alternativa para manter a saúde mental e física durante a pandemia.

Limpeza das ruas na Maré

A desinfecção das ruas na Maré continua. Hoje foi a vez da favela Nova Maré e amanhã será Baixa do Sapateiro. Na terça-feira, o trabalho continua no Morro do Timbau. O trabalho está sendo feito em parceria com as associações de moradores, Redes da Maré e Comlurb, para que possa ser realizado em todas as ruas das 16 favelas da Maré. Além de desinfetar, o produto deixa uma película protetora, 


Testes de Covid-19 na Maré

A Prefeitura do Rio fez alguns testes com moradores de favelas cariocas para uma pesquisa por um grupo científico, de forma amostral. Na Maré foram testadas 500 pessoas nas unidades de saúde. Alguns moradores que testaram positivo ficaram apreensivos. Todos os testados assinaram um termo que explicava que o teste era para fins de pesquisa.

Dicas culturais

Sextou e ainda é dia dos namorados. Então fique ligado nas dicas culturais online do Maré de Notícias. 

O Galpão Bela está com a programação #BelaEmCasa. São sessões gratuitas de filmes sobre a DEMOCRACIA. Serão exibidos os curtas Pogrom (2018) e 8M (2019).’

Para acessar, clique aqui

Para quem gosta de fotografias, seguem as dicas de fotógrafos da Maré e suas redes sociais:

Dia dos namorados 

A Secretaria Municipal de Educação lançou um vídeo para homenagear o Dia dos Namorados. Os alunos da Rede Municipal de Ensino, instrumentistas e cantores do Programa Orquestra nas Escolas fizeram um clipe especial da música “Eu só quero um xodó”, dos cantores e compositores Dominguinhos e Anastácia. Ana Carolina Moreira, Karyne Bertelo, Gabriel Lucas e Luiz Guilherme são os jovens músicos que participam do vídeo 

Dica do Nenê do Zap

Aquela ilusão que acabou antes da quarentena: imaginar que os adultos em casa estão disponíveis para brincar com as crianças! Veja na dica de hoje do Nenê Zap.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui