Ronda Coronavírus: Brasil ultrapassa 130 mil mortes nesta sexta-feira

Cidade do Rio tem índice de mortes por 100 mil habitantes maior que o de alguns países vizinhos

A América Latina finaliza a semana com mais de oito milhões de casos confirmados. Até quarta-feira, a média diária de casos da região estava em 67.173, de acordo com contagem realizada pela Reuters. Dentre os casos da América Latina, mais de 4,2 milhões são brasileiros que foram infectados pelo novo coronavírus, mais de 43,7 mil nas últimas 24h. O país é o terceiro no mundo em números de casos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Índia. 

Nesta sexta-feira (11), o Brasil registrou 874 novas mortes nas últimas 24h, ultrapassando 130 mil mortes, de acordo com o Ministério da Saúde. A taxa de contágio do novo coronavírus nesta semana é de 1 para 1, significando que cada pessoa infectada pode transmitir o vírus para uma pessoa.

Covid-19 no Rio

A cidade do Rio ultrapassou a marca e 10 mil óbitos pelo novo coronavírus nesta quinta-feira (10), de acordo com painel da prefeitura. Proporcionalmente, a capital tem  48,5 mortes a cada 100 mil pessoas, segundo levantamento feito pela Universidade John Hopkings. Se fosse um país, o Rio teria o pior índice do mundo, tendo mais mortes por 100 mil habitantes que os vizinhos Peru (93,71 mortes), Bolívia (62,51 mortes), Chile (62,37) e Equador (62,20). O estado registrou nesta sexta-feira, dia 11 de setembro, 

Na Maré são 587 casos confirmados e 91 mortes por covid-19, de acordo com o painel Rio Covid-19. Na última semana foram 20 novos casos confirmados nos últimos sete dias, de acordo com a 19ª edição do boletim De Olho no Corona!, já disponível para leitura no site da Redes da Maré.

Volta às aulas

Em decreto de 19 de agosto, o governo do estado orientava o retorno das aulas, mas ficaria à critério dos municípios a definição da data. Com a aproximação do dia 14, o governo do estado lançou uma cartilha de recomendações e cuidados, entre elas:

  • Uso de máscaras;
  • Manter o distanciamento de 1m a 1,5m entre carteiras;
  • Manutenção dos aparelhos de ar condicionado;
  • Janelas das salas sempre abertas.

Especialistas da UFRJ desaconselham retorno de aulas, que estava prevista para o dia 14 de setembro na rede privada de ensino e no dia 05 de outubro na rede pública para alunos sem acesso à internet em casa. Em nota pública, o Grupo Técnico Multidisciplinar para o Enfrentamento da Covid-19 avaliou que “ o retorno presencial das atividades escolares ainda representa grande risco à saúde pública devido ao aumento da vulnerabilidade de grande número de indivíduos da população associada às dificuldades de preparação e resposta a esta situação emergencial”. A nota está disponível para leitura aqui.

A Justiça do trabalho, entretanto, concedeu liminar na quinta-feira (10) que suspende o retorno às salas de aula de escolas e universidades particulares até que haja vacinação ou que seja feito algum estudo que o retorno é seguro para alunos, professores e funcionários.

Distribuição Maré de Notícias

Ao longo desta semana, a 116ª edição do jornal Maré de Notícias foi distribuída pela Maré, após cinco meses de produção apenas virtual. Na edição deste mês, o jornal trouxe questões importantes sobre o impacto da pandemia no território: precariedade do saneamento básico e abastecimento de água; atuação dos produtores culturais; proibição das operações policiais nas favelas e muito mais. Conheça mais sobre o jornal no texto de Thaís Cavalcante lendo aqui.

Dicas culturais

O Festival Coala vai fazer uma versão virtual com apresentações de Gilberto Gil, Gilsons, Mariana Aydar, Mestrinho e Novos Baianos no canal do Youtube do festival. As apresentações começam a partir das 14h do sábado.No próximo dia 12 de setembro, às 20h, vai acontecer a apresentação Numa terra estranha – 12 respirações, montagem de Sidney Santiago Kuanza. Para assistir, basta se inscrever no site do Teatro Vivo para garantir o ingresso gratuito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui