Ronda Coronavírus: Nova etapa de flexibilização na cidade do Rio começa na cidade

País levou menos de um mês para dobrar o número de infectados por Covid-19 

A cidade do Rio de Janeiro entra em nova fase de flexibilização. A partir desta sexta-feira (17) passam a estar liberados os eventos culturais em espaços fechados, como cinemas e teatros, com 1/3 da capacidade de lotação. Para o avanço da reabertura, o comitê científico da Prefeitura utiliza como justificativa a diminuição da taxa de ocupação dos leitos no município e dos casos confirmados de Covid-19. Hoje, a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS – leitos nas unidades municipais, estaduais e federais – no município do Rio é de 66%, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

O boletim De Olho no Corona! dessa última quinta-feira (16) mostra que os números referentes à pandemia na cidade do Rio do Janeiro aumentaram. Entre os dias 07 e 13 de julho, a cidade do Rio apresentou 4.039 novos casos, 6,6% maior em relação à semana anterior. Nesta sexta-feira, a cidade do Rio registrou 65.696 casos confirmados e 7.621 mortes por coronavírus.

Números no Brasil

A dez dias de completar cinco meses do primeiro caso confirmado no Brasil, o país ultrapassou nesta quinta-feira (16) a marca de 2 milhões de casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com dados de painel do Ministério da Saúde. O país chegou a 1 milhão de casos no dia 19 de junho e em menos de um mês esse número dobrou, apontando para um avanço rápido da doença e indo em oposição aos números de queda de casos. No total, hoje (17) são 2.046.328 infectados e 77.851 pessoas que morreram em decorrência do vírus. De quinta para sexta-feira foram registrados 34.177 novos casos no país.

Covid-19 na Maré

A Maré tem, nessa sexta-feira (17), 391 casos e 82 mortes confirmadas por Covid-19, de acordo com dados do Painel Rio Covid-19, da Prefeitura do Rio. Com os dados apurados pela equipe do boletim De Olho no Corona!, a Maré possui 968 moradores com suspeita e 30 óbitos com suspeita de Covid-19. Assim, a Maré tem, entre confirmados e suspeitos, 1.353 casos e 112 mortes por coronavírus nas 16 favelas. A Maré também acompanhou a tendência de aumento de novos casos. De 07 a 13 de julho foram registrados 16 novos casos no território. O boletim já está disponível para leitura no site da Redes da Maré.

Edição 11 do boletim apresentou apanhado de dados que foram destacados em edições anteriores

Aglomeração nos transportes coletivos

A reabertura das atividades econômicas na cidade do Rio de Janeiro segue o seu fluxo e o transporte coletivo continua sendo um dos espaços com mais aglomeração nesse período de retomada. Sem a opção de continuar em quarentena, quem precisa fazer o uso de trem, metrô e ônibus vive o desafio do contato próximo com pessoas.

Roni Santos, designer gráfico e moradora da Nova Holanda, já voltou a trabalhar e conta que está tomando todos os cuidados de higiene e proteção, assim como a empresa faz com os clientes e funcionários. Mas o trajeto para chegar pegando ônibus e metrô o preocupa. “Por mais que tenha a demarcação de onde a gente tem que ficar, não tem como manter o distanciamento social necessário porque é sempre lotado”, afirma.

Mesmo com cuidados de higiene, Roni não se sente protegido no transporte coletivo

Os dados da desigualdade metropolitana

A Casa Fluminense lançou nesta semana o Mapa da Desigualdade, importante documento que aponta para diversos fatores das desigualdades existentes na região metropolitana do Rio de Janeiro, como acesso à saúde, mobilidade urbana, cultura, segurança e outros pontos. O texto já está disponível no site da organização.

Dicas culturais

O Sesc segue com a programação de shows em seu canal do YouTube e pelo Instagram. Hoje (17) tem show de Angela Ro Ro; amanhã (18) é a vez de Elba Ramalho e no domingo é a apresentação de Leci Brandão. Os shows começam sempre às 19h.No dia 21, o grupo Nova Raiz do Samba vai realizar uma live solidária para arrecadar doações para o Grupo Especiais da Maré. O show começa às 20h e será transmitido pelo canal do Nova Raiz do Samba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui