Ronda Coronavírus: Passam de 100 os casos de coronavírus na Maré

Pelo segundo dia consecutivo, Clínica da Família sem funcionamento na Maré

Com a atualização dos números de casos pelas secretarias de saúde no Painel Rio Covid-19, de terça-feira (19) para hoje (20/05) subiu em 20 os casos de coronavírus na Maré, que tem o total de 118 casos. Pelo segundo dia consecutivo, o painel não atualizou o número de mortos nos bairros da cidade. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que os dados estão sendo atualizados e as informações serão incluídas no painel tão logo o trabalho de cruzamento de dados seja concluído. Também é o segundo dia que a Clínica da Família Jeremias de Moraes, que atende as favelas Nova Holanda, Rubens Vaz e Parque Maré, segue sem atendimento por falta de energia elétrica. A falta de energia é recorrente na clínica, que funciona com geradores de energia, mas é problemático acontecer durante a pandemia pois ela  é uma das unidades que está fazendo o acompanhamento de Covid-19 na Maré.

Voluntários da campanha “Maré diz NÃO ao Coronavírus” entregaram nesta quarta-feira (20) uma doação de equipamentos de proteção individual (EPI) para as seguintes unidades de saúde: UPA da Maré, Clínicas da Família Augusto Boal Jeremias Moraes da Silva e Adib Jatene, Centro Municipal de Saúde da Vila do João e o projeto “Consultório na Rua” (programa que atende a pessoas em situação de rua). No total, foram doadas 420 máscaras N95, 230 protetores faciais, 140 óculos, 950 máscaras de pano, 24 frascos de 500ml de álcool em gel e 180 conjuntos de 100 unidades de máscara cirúrgica.

Nesta quarta-feira (20), a feira do Parque União, que acontece regularmente na favela, teve movimento menos intenso, com poucas pessoas circulando. Nesta terça, o proprietário de uma das academias que atende boa parte dos moradores do Parque União faleceu de Covid-19. Boa parte dos garis comunitários das favelas da Maré estão afastados por serem grupo de risco ou estarem com diagnóstico confirmado de coronavírus, de acordo com os presidentes das associações de moradores.

A iniciativa “Cocozap”, divulgou nesta quarta, que o Complexo da Maré apareceu entre as 475 denúncias recebidas pelo canal “Onde está sem água?” da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. As onze denúncias da Maré registradas foram da Vila do Pinheiro, Vila do João, Nova Holanda e Rubens Vaz. O número representa 2,77% das denúncias acolhidas pelo canal criado pela Defensoria diante o aumento no número de queixas dos moradores em meio à pandemia. 

Ações da Prefeitura do Rio durante a pandemia

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), inaugurou mais um hotel popular, em modelo de albergue, para a população em situação de rua. O Hotel Cruz de Ouro, localizado no Centro da cidade, acolheu 100 homens com idade de 18 a 59 anos e 11 meses, nesta quarta-feira, 20 de maio.

A Secretaria Municipal de Educação firmou acordo com o Instituto Apontar, instituição voltada para a educação para dar mais dinamismo ao projeto Estrela Dalva, iniciativa que tem ampliado oportunidades de crianças e jovens com altas habilidades na Rede Municipal de Ensino. 

Campanha de vacinação da gripe continua até junho

A campanha de vacinação contra a gripe segue até o próximo dia 5 de junho. O público prioritário é de idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, doentes crônicos, caminhoneiros, motoristas, cobradores de transportes coletivos e portuários, membros das forças de segurança e salvamento, população indígena. Além deles, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas e mães no pós-parto, pessoas com deficiência e professores devem comparecer às unidades de saúde para se vacinar.

Coronavírus e povos indígenas brasileiros

Segundo dados de hoje (20) do boletim da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), a doença já atingiu 45 povos indígenas, contabilizando 716 casos e 107 mortes. O número de mortes de indígenas brasileiros é maior que o número total de mortes de alguns países da América Latina, como Uruguai (20), Paraguai (11) e Venezuela (10), por exemplo. A população indígena, de acordo com o Censo 2010 do IBGE, é de aproximadamente 896.917 pessoas, número sete vezes menor comparado à população da cidade do Rio, que de acordo com o IBGE no Censo 2010, era de 6.320.446 de habitantes.

Dica do “Nenê do Zap”: 

Não se perca nos cuidados! A dica do Nenê de hoje é sobre a responsabilidade dos adultos sobre os cuidados de higiene com as crianças da primeira infância e bebês. A recomendação é criar uma rotina de repetição para que as crianças incorporem os hábitos e cuidados de higiene, inclusive depois da pandemia. Fazer uma lista das etapas dos cuidados é uma alternativa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui