Inscrições abertas para curso de construção de barcos na Ilha do Fundão

Data:

Pescadores participam de formação de aprendiz de construção de barcos

Por Alex Gomes e Hélio Euclides

No futebol quando o peladeiro se ausenta por causa de uma contusão é comum falar que ele foi para o estaleiro. Contudo, o estaleiro vai além disso, é o lugar onde se constroem e reparam embarcações, com a presença do profissional soldador. Já um estaleiro escola forma pessoas para a habilidade na construção de navegações. A Universidade do Mar realiza o curso que se encontra com inscrições abertas para a turma de aprendiz em construção naval artesanal. O curso acontece no Hangar Náutico da UFRJ, na Ilha do Fundão. 

Em 22 de setembro de 2023 foi realizada a primeira edição do curso. Foram quase 300 inscritos, com a seleção de 40 alunos e alunas. A formatura ocorreu no dia 7 de dezembro de 2023, tendo 35 alunos e alunas que concluíram o curso. A Universidade do Mar, da Baía de Guanabara, está formalmente criada desde março de 2022. A problemática é que desde novembro de 2021 o Governo do Estado vem embarreirando o uso da Ilha de Brocoió. Enquanto isso, a Universidade do Mar funciona na Ilha do Fundão, junto ao Estaleiro Escola da Baía de Guanabara.

Para Sergio Ricardo, ambientalista e coordenador do Movimento Baía Viva, é importante a presença de pescadores das favelas no curso. “Tivemos alguns alunos da Ilha do Governador, um de Ramos, dois da Ilha do Fundão, que legalizaram uma associação recentemente, mas não tivemos nenhum da Maré. Vale ressaltar, que os alunos construíram um barco e a aula inaugural foi com o navegador e escritor Amyr Klink”, destaca.

Contagem regressiva das inscrições

Para a segunda turma, as inscrições vão até 26 de janeiro, de forma on-line. O novo curso terá 20 vagas. A previsão para o início das aulas é 26 de fevereiro, com duração de cinco semanas. O Estaleiro Escola da Baía de Guanabara é um projeto educativo para recuperar a carpintaria naval nas comunidades de pesca de sete municípios do Estado: Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Magé, Niterói, Rio de Janeiro e São Gonçalo. 

Podem se inscrever na segunda turma do Curso de Carpintaria Naval Artesanal, qualquer pessoa acima de 18 anos, que tenha vínculo familiar com as comunidades pesqueiras da Baía de Guanabara. A prioridade do curso será para pescadores, catadores de caranguejos e maricultores, além de construtores navais artesanais. As aulas serão ministradas por professores da UFRJ e mestres carpinteiros com grande experiência. Os certificados de conclusão do curso serão emitidos por instituição técnico-científica (UFRJ) para os alunos e alunas que obtiverem 80% de frequência às aulas presenciais e virtuais, atividades de intercâmbio e oficinas.

Esse curso de extensão está sendo desenvolvido através de uma parceria firmada entre a Associação de Pescadores Livres de Tubiacanga (APELT), o Movimento Baía Viva e o Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social (NIDES/UFRJ) e apoio da Reitoria da UFRJ. O Estaleiro Escola recebe apoio institucional do Funbio, por meio do Projeto Educação Ambiental. É uma medida compensatória estabelecida pelo Termo de Ajustamento de Conduta de responsabilidade da empresa PRIO, conduzida pelo Ministério Público Federal – MPF/RJPara mais informações: (21) 96536-6208 (WhatsApp). As inscrições estão disponíveis no link até dia 26, próxima sexta-feira.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Operação da Polícia Civil é marcada por intenso tiroteio e correria em três favelas da Maré

O Maré de Notícias recebeu vídeos que mostram mães correndo e procurando se proteger dos disparos abraçadas a seus filhos por causa do horário de saída do período matutino

Atleta mareense é recebida com festa no Parque União 

A atleta do Maré Top Team Júlia Freire de 13 anos, voltou para a Maré, nesta segunda-feira (17) após conquistar duas medalhas, ouro na Guatemala e prata em El Salvador

Edital para apoiar músicos da Maré prorroga inscrições; veja como participar

Com o objetivo de profissionalizar e incentivar a produção musical no território, a 2ª edição do projeto irá fornecer uma bolsa de incentivo para os selecionados