Juventude e mulheres participam da política através da tecnologia

WOW discute política de drogas e o encarceramento feminino
18 de novembro de 2018
Morar e circular pela cidade ainda é desafiador, alertam palestrantes
18 de novembro de 2018
Exibir Tudo

Novas ferramentas de comunicação tem potencial para da voz a bilhões de jovens e mulheres em todo o planeta

Em 18/11/2018 – Por Jéssica Pires

“A política não está só no modelo tradicional que a gente conhece. O jovem preto e favelado fazer o que gosta também é um ato político”, diz Tamyra Thamara, uma das participantes do Território de Partilha “Juventude e participação política”, realizado no auditório do Museu do Amanhã, na tarde do último dia do Festival WOW Rio.

A mesa tratou do protagonismo da juventude na criação, inovação e produção de conteúdo criativo e digital. Esse movimento tem garantido que o conhecimento de minorias – como mulheres e jovens periféricos – ganhe visibilidade, e, com isso, representatividade.

Além de Thamyra Thamara, jornalista, mestra em cultura e territorialidade e confundadora do GatoMídia, participaram da mesa: Cristina Buarque, economista e pesquisadora; Lola Werneck, coordenadora do Pilar Liderança Juvenil, da ONG Luta pela Paz; Mariéme Jamme, empresária, blogueira, tecnologista e empreendedora social africana, que pretende ensinar programação a um milhão de meninas até 2030; Mikayla Jones, gerente sênior do programa Birmingham; e Silvana Bahia, diretora de programas do Olabi e idealizadora do PretaLab.

O destaque entre as partilhas das mulheres presentes na mesa foi a conclusão de que as novas ferramentas de comunicação e tecnologia têm garantido à juventude, e sobretudo às mulheres, na participação política.