Edital para seleção de entrevistadores/as

0
4430

Para aplicação de questionário de pesquisa

Construindo pontes é uma pesquisa multidisciplinar desenvolvida no conjunto de favelas da Maré. A iniciativa pretende identificar através de abordagens quantitativas e qualitativas, os fatores que afetam e/ou contribuem para a melhora da saúde mental dos habitantes de territórios urbanos que estão sujeitos a diversas vulnerabilidades, além de avaliar o impacto de projetos artísticos e culturais para o bem-estar dessa população. Esse projeto, que conta com apoio do Conselho Econômico e Social do Reino Unido (ESRC) e Conselho de Artes e Humanidades do Reino Unido (AHRC), é resultado de uma parceria entre Redes da Maré, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Queen Mary University of London (Reino Unido).

Sobre a Redes da Maré:

A Redes da Maré é uma instituição da sociedade civil fundada por pessoas envolvidas com o movimento comunitário no conjunto de favelas da Maré e, também, na cidade do Rio de Janeiro. Buscamos, através de vínculos com instituições da sociedade civil, poder público, universidades, institutos de pesquisa, órgãos e empresas públicas e privadas, produzir iniciativas de intervenção na Maré. A Redes da Maré desenvolve mais de 30 projetos na área de Educação; Arte e Cultura; Desenvolvimento Territorial; Memória e Identidade; Segurança Pública e Acesso à Justiça.

A pesquisa terá como base o Espaço Normal, Espaço de referência sobre drogas, que é fruto de um trabalho de quatro anos com as cenas abertas de consumo de drogas na Maré. O equipamento, inaugurado em maio de 2018, tem como proposta ser um local de convivência para os que procuram a Redes da Maré em busca de acolhimento, cuidado, trocas e com demandas básicas, como as de alimentação, higiene e respeito

Pesquisadora responsável: Eliana Sousa Silva

Sobre o grupo de pesquisa Políticas de Prevenção da Violência, Acesso à Justiça e Educação em Direitos Humanos

Grupo de pesquisa “Políticas de Prevenção da Violência, Acesso à Justiça e Educação em Direitos Humanos”, vinculado ao programa de Pós-graduação em Serviço Social da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenou diferente projeto de pesquisas no campo do Acesso à Justiça, Formas alternativas de Resolução de Conflitos, Prevenção da Violência, Segurança Pública e Populações em Situação de Rua. Atualmente dedica-se ao estudo da Violência Urbana em territórios dominados por grupos armados e sua intersecção com racismo estrutural, violência de gênero e políticas de drogas.

Pesquisadora responsável: Miriam Krenzinger

Sobre o PROJAD

O PROJAD é o Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O PROJAD desenvolve atividades de assistência, pesquisa e ensino sobre problemas relacionados ao uso de drogas desde 1996. Entre os estudos desenvolvidos pelo PROJAD encontram-se pesquisas sobre acesso ao tratamento de pessoas com problemas com drogas por meio de abordagem quanti e qualitativa publicados em diversas revistas científicas nacionais e internacionais.

Pesquisador responsável: Marcelo Cruz

Sobre o NECCULT – Universidade Federal do Rio Grande do Sul

O Núcleo de Estudos em Economia Criativa e da Cultura (NECCULT) é um ambiente interdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão vinculado à Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS. O NECCULT surge da confluência de diferentes iniciativas convergentes no âmbito do estudo da Economia Criativa, Cultura e Inovação. O Núcleo busca agregar os esforços dos trabalhos sendo desenvolvidos no âmbito do Observatório de Economia Criativa do Rio Grande do Sul e do grupo de pesquisa do CNPq em Economia Criativa, Cultura e Desenvolvimento.

Pesquisador responsável: Leandro Valiati

Sobre a Queen Mary University of London (People’s Palace Projects)

People’s Palace Projects (PPP) é uma organização não governamental de pesquisa e desenvolvimento de projetos na área das artes e justiça social, com sede no departamento de teatro da Queen Mary University of London, no Reino Unido. Seus projetos focam em justiça social e direitos humanos e impacto de iniciativas culturais e artísticas no acesso a esses direitos, através da pesquisa acadêmica, projetos artísticos, iniciativas educacionais e debates. Ao longo de duas décadas, manteve foco especial no fortalecimento dos vínculos culturais e acadêmicos entre o Brasil e o Reino Unido.

Pesquisador responsável: Paul Heritage

Sobre as vagas

Habilidades e Requisitos:

● Curso superior completo;

● Ter interesse na área de Política de drogas, saúde mental e violência urbana;

● Experiência com pesquisa e aplicação de questionários quantitativos.

● Capacidade de organização (planejamento, cumprimento de prazo, alimentação da base de dados);

● Conhecimento e habilidades em informática;

● Interesse em processos de formação, estudo e pesquisa;

● Compromisso ético nas relações sociais e de trabalho.

● Capacidade de trabalho em equipe.

Principais atividades a serem realizadas:

● Participação no ciclo de formação

● Aplicação de questionários em domicílios da Maré.

● Supervisão semanal com os coordenadores de campo e outros pesquisadores.

● Elaboração de relatório da experiência.

Critérios preferenciais:

● Conhecer e circular bem na Maré.

● Ter experiências em trabalho de campo, pesquisa e/ou aplicação de questionários em territórios de favela.

● Conhecer estudar temas relacionados a política de drogas, saúde mental e/ou violência.

Disponibilidade:

● Horário regular, incluindo sábados e horário noturno pontualmente.

● Segunda de manhã para supervisão

● Participação na formação dos pesquisadores : carga horária aproximadamente 30 horas entre 29/04 e 17/05

Sobre as vagas:

Vaga : 06 entrevistadores/as para pesquisa de campo

Carga horária: 22h semanais flexíveis (a combinar)

4 meses (16 semanas) de campo – em média 50 entrevistas por mês / 4 entrevistas por dia + 1 supervisão semanal

Valor bruto aproximado: 3.000 reais mensais (inclui aplicação questionário + ajuda de custo + supervisão semanal + relatoria)

Cronograma :

03/04 à 12/04: Período de inscrições

15/04 a 22/04: Entrevistas com os pré-selecionados

24/04: Anúncio dos entrevistadores/as escolhidos

Para concorrer a vaga por favor enviar o currículo e uma breve carta de intenção sobre o interesse em participar da pesquisa para o email : buildingbarricadesproject@gmail.com com o assunto: Vaga de entrevistador(a)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui