Começa formação sobre segurança promovida pelo Eixo de Acesso à Justiça e Segurança Pública da Redes da Maré

Sistema de Segurança Pública e Atuação em Favelas é tema do primeiro encontro; segunda aula acontecerá na próxima quinta, 31

A primeira aula do curso Falando sobre Segurança Pública reuniu nessa terça-feira, 29, moradores da Maré e interessados na questão. O tema do encontro foi ‘Sistema de Segurança Pública e Atuação em Favelas: Impactos, Desafios e Dilemas’.  “Só podemos pensar em uma cidade melhor, quando ela deixar de ter uma diferença tão grande de mortes entre territórios. Mais de 40 mortes em um ano, em um ponto; e uma morte em outro. Mesma cidade, mesma polícia”, comentou Edson Diniz, diretor da Redes da Maré, que conduziu a aula.

Foi apresentado o histórico da construção das favelas do Rio de Janeiro; possíveis explicações para a atual crise de segurança e as consequências dessa crise; dados sobre a Intervenção Militar na Maré de 2014; dados sobre a Intervenção Federal e saídas possíveis com modelos existentes como o da cidade de Medellín, na Colômbia.

Estigma

Um dos pontos abordados sobre o histórico das favelas diz respeito à maneira com que os veículos de comunicação fortaleceram o estigma desses territórios como locais apenas de violência e ausência. A consequência disso foi a instauração da ‘guerra às drogas’, conhecida por todos os habitantes das favelas e que tem como consequência a morte de jovens pobres e negros, perdas econômicas e ainda o medo, a angústia e a insegurança, sobretudo, em regiões que têm a atuação de grupos civis armados que concentram a venda de drogas.

A segunda aula, que será realizada no dia 31 de janeiro, quinta-feira, terá como tema “Favela e Território: a História da Maré”, com o professor Ernani Alexandre, da Redes da Maré. Nela, será trabalhado o contexto de construção da favela enquanto território que pertence à cidade, as lutas e as conquistas dos moradores da Maré, além dos impactos das intervenções de Segurança Pública.

Serão 10 encontros com convidados da Maré, especialistas e ativistas de Segurança Pública. Saiba tudo sobre a programação aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui