O coletivo Entidade Maré desenvolveu o experimento cênico a partir de uma profunda pesquisa sobre os shows que aconteciam em várias partes da Maré nas décadas de 1980 e 1990.

A proposta nasceu a partir das experiências e anseios de jovens artistas negros que sentem a necessidade de resgatar a representatividade de corpos excluídos nestes espaços.

As performances dos shows portam questionamentos acerca dos temas que merecem atenção nesta produção, como a construção de outras narrativas e imagens para a população periférica, negra e LGBTQIA+.”

Wallace Lino, um dos diretores do curta.

A pesquisa resultou no documentário-performance ‘Noite das Estrelas‘. O curta resgata a memória cultural de um evento que marcou a comunidade LGBTQIA+ em um dos maiores conjuntos de favelas do país.

“É urgente que se chame a atenção para a existência e as narrativas de corpos excluídos da história, dos direitos e das interações da sociedade brasileira.”

Wallace Lino, um dos diretores do curta.

O Entidade foi criado em 2020 por artistas pretxs LGBTQIA+ da Maré para apresentar não só aos moradores da Maré, como toda a população do Rio de Janeiro, a memória cultural da comunidade.

“Toda a performance do artista favelado desmistificam as visões hegemônicas sobre a favela e, no nosso caso específico, sobre a Maré.”

Paulo Victor Lino, um dos diretores do curta.

MARÉ ONLINE