?A Redes da Maré seleciona Instrutora de Gênero para atuar no projeto Casa das Mulheres da Maré

Data:

Inaugurada em outubro de 2016, a Casa das Mulheres da Maré é um espaço concebido pela Redes da Maré para fomentar o protagonismo das mulheres da região, contribuindo para a melhoria da condição de vida delas e, consequentemente, de todos que as cercam.

As atividades oferecidas na casa no Parque União, se encaixam em diferentes frentes de trabalho: qualificação profissional, enfrentamento das violências contra as mulheres, atendimento sociojurídico e psicológico e a articulação territorial para a criação de uma agenda positiva nas políticas públicas para as mulheres.

A Instrutora atuará nas aulas de Gênero para as alunas dos cursos de qualificação profissional oferecidos pelo espaço, além de participar em reuniões de equipe. As aulas acontecem às quartas-feiras e às sextas-feiras, de manhã e à tarde.

Requisitos para concorrer à vaga: 

– Ter formação em áreas sociais e humanas;

– Ter experiência comprovada em atividades educativas para mulheres;

– Ter disponibilidade de 16 horas semanais, sendo obrigatoriamente quarta e sexta-feira;

– Boa capacidade de trabalho em equipe;

– Boa capacidade de trabalhar em rede;

– Compreensão sobre teoria da interseccionalidade;

– Habilidades em elaborar atividades e desenvolver planos de aulas criativos. 

A Redes da Maré é uma instituição que busca garantir a diversidade étnico-racial e a equidade de gênero em sua atuação. Encorajamos a candidatura de mulheres negras e/ou transgênero.

Cronograma:

Enviar currículo e carta de motivação até 13/02/2019 para: [email protected]

Vaga para contratação a partir de Março/2019.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Ativista e jornalista da Maré no G20

Do Conjunto de Favelas da Maré à conferência da 19a reunião de cúpula do G20, a trajetória de Kaya Bee, moradora da Nova Holanda é um exemplo inspirador na luta por um futuro mais justo e sustentável. Aos 27 anos, mãe, ativista climática e estudante de jornalismo, ela carrega a força e a resiliência de quem enfrenta os desafios da vida na favela com a determinação de transformar a realidade para os mareenses.