A Redes da Maré seleciona Orientadora Profissional para atuar no projeto Casa das Mulheres da Maré

Data:

Inaugurada em outubro de 2016, a Casa das Mulheres da Maré é um espaço concebido pela Redes da Maré para fomentar o protagonismo das mulheres da região, contribuindo para a melhoria de suas condições de vida e, consequentemente, de todos e todas que as cercam.

As atividades oferecidas na casa no Parque União, se encaixam em diferentes frentes de trabalho: qualificação profissional, enfrentamento das violências contra as mulheres, atendimento sociojurídico e psicológico e a articulação territorial para a criação de uma agenda positiva nas políticas públicas para as mulheres.

A profissional que selecionamos para mentoria de orientação profissional e acompanhamento de processos psicossociais atuará junto às alunas dos cursos de qualificação profissional realizados na Casa das Mulheres, ao construir possibilidades de escolha em conjunto e apoiá-las na descoberta de seus desejos. Além disso, a profissional, em articulação com o território para abertura de campos de estágio e de trabalho na Maré, realizará mentorias e atividades individuais e grupais, além de participar em reuniões de equipe da Casa das Mulheres.

Requisitos para concorrer à vaga:

  • Ter experiência comprovada em orientação profissional, desenvolvimento pessoal, análise vocacional, atividades em grupo, etc.;
  • Ter uma perspectiva crítica do campo da orientação profissional;
  • Ter uma perspectiva crítica do campo do trabalho e do empreendedorismo;
  • Ter disponibilidade de 30h semanais de carga horária;
  • Boa capacidade de trabalhar em equipe e em rede;
  • Ter habilidade de elaborar plano de articulação territorial;
  • Compreensão ampliada e sensível do tema de trabalho para mulheres no contexto do território de favela;
  • Capacidade de reconhecer as múltiplas dimensões existenciais das mulheres (escolaridade, família, acesso a direitos e justiça, experiência das diferentes manifestações da violência etc.), com ênfase nas mulheres negras e moradoras de favela;
  • Ótima capacidade de escuta e empatia;
  • Capacidade de desenvolver estratégias de educação financeira;
  • Ter sensibilidade aos temas da teoria de interseccionalidade (gênero, raça e classe).

A Redes da Maré é uma instituição que busca garantir a diversidade etnicorracial e a equidade de gênero em sua atuação. Encorajamos a candidatura de mulheres negras e/ou transgênero.

Cronograma:

Enviar currículo e carta de motivação até 28/02/2019 para: [email protected]

Vaga para  contratação imediata em Março/2019.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

EDI na Maré se destaca por acolhimento na primeira infância

O Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Profª Kelita Faria de Paula, localizado no Conjunto Bento Ribeiro Dantas se tornou uma referência ao falarmos de “lugar de escuta”

Clube de Futebol faz ‘vakinha’ para disputar torneio em São Paulo

No ano passado, com ajuda dos pais dos atletas, o clube disputou a Taça São Paulo na categoria sub 15, este ano o pensamento do clube é participar também na categorias sub 17