Com vila para prática de esportes, moradores da Maré se tornam ‘olímpicos’

Data:

Há duas décadas, moradores podem beneficiar-se de estrutura que desperta interesse físico, cultural e social 

Por Hélio Euclides, em 18/05/2021 às 10h48

Editado por Edu Carvalho

Quando se fala de esporte na Maré, logo os moradores lembram da Vila Olímpica, que reúne diversas atividades como jiu-jitsu, capoeira, hidroginástica, ginástica, futsal, natação e dança, há mais de 20 anos. A instituição tem como maior intuito realizar a sociabilização e a melhoria da qualidade de vida dos moradores, assim como captar futuros atletas de diversas modalidades esportivas. Este ano as atividades da Vila Olímpica começaram no início de abril.

A Vila Olímpica da Maré nasceu em 1999, com o objetivo de oferecer ações esportivas, educacionais e culturais. No mesmo ano, a Lei 2878, autorizou a criação e instituição da associação civil União Esportiva Vila Olímpica da Maré (UEVOM) para a administração e operação do espaço municipal. A Vila Olímpica é um equipamento da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), que conta com o apoio e parcerias. 

O esporte muitas vezes é a atividade que ajuda a mente nesses tempos de pandemia. “Acho que a Vila é fundamental para nós moradores, lá conseguimos fazer atividades estimulantes e muito benéficas para a saúde, além de ajudar muito psicologicamente. É também um lugar onde as crianças podem se divertir e aproveitar”, resume Maria Eva, moradora da Nova Holanda, que no espaço faz  oficinas de zumba e hidroginástica, já sua filha frequenta as aulas de ballet. 

Conheça as atividades da Vila Olímpica da Maré:

O projeto Maré que Transforma (MQT) oferece as seguintes atividades de terça a sexta, das 8h às 15h: hidroginástica, alongamento, ginástica mix, ballet (de 3 a 13 anos), ballet fitness (a partir dos 18 anos), ritmos (a partir dos 18 anos), zumba (a partir 7 anos), ginástica artística (de 4 a 17 anos), natação infantil (de 7 a 10 anos), natação família (de 3 a 6 anos) e natação família bebê (de 6 meses a 2 anos). No sábado, das 9h às 12h, as atividades oferecidas pelo MQT são: hidroginástica, natação (de 7 a 17 anos) e ballet (de 3 a 20 anos).

Já o projeto Instituto Jacqueline Terto (IJT), que atende pessoas com deficiência e grupos de risco como hipertensos e diabéticos, de terça a sexta, das 7 às 15h, oferece atividades adaptadas para Pessoas com Deficiência (PcD) como: acqua cross, atletismo, bocha adaptada, capoeira, condicionamento físico aquático, ginástica postural, hidroterapia, hidrocinésio, iniciação esportiva adaptada, jiu-jitsu, recreação aquática e yoga terapia. 

O FutbolNet, através dos valores da metodologia da Fundação Barcelona, oferece futsal com meninos e meninas. O atendimento do Futbolnet é de terça a sexta, das 10h às 15h.

Para inscrições e informações é só comparecer ao setor de atendimento de terça a sexta, das 9h às 11h e das 13h às 14h. Já no sábado, das 9h às 11h, com prioridade para pessoas que não podem fazer atividades durante a semana, por motivo de trabalho ou estudo. As senhas são distribuídas a partir das 8h, sendo 15 pela manhã e dez à tarde e aos sábados. Os documentos necessários para a inscrição são: cópia do RG, CPF, comprovante de residência, original do atestado médico atualizado, declaração escolar e carteirinha no caso de aluno antigo. 

A Vila Olímpica da Maré fica localizada na Rua Tancredo Neves, S/Nº, na Nova Maré

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Festas juninas colorem as ruas da Maré e marcam a vida dos moradores

Festas juninas celebram a cultura do nordeste e a fé popular no território composto por 25% de nordestinos e quase 48% de autodeclarados católicos.

Entenda o Projeto de Lei que equipara aborto em casos de estupro a homicídio 

O Projeto de Lei 1904/2024, chamado de “PL da Gravidez Infantil” ou “PL do Aborto”, equipara o aborto após a 22ª semana de gestação ao crime de homicídio, criminalizando mulheres e profissionais de saúde envolvidos no procedimento.