Painel dos invisíveis

Iniciativa monitora os casos suspeitos nas 16 favelas da Maré  a partir do levantamento do boletim De Olho no Corona

Desde que a Covid-19 chegou ao Rio de Janeiro em março, a cidade tem visto uma curva ascendente sem sinais de estabilização. O impacto é particularmente sentido por moradores de favelas e periferias, onde uma imensa lista de fatores contribui para a transmissão e letalidade do vírus como a histórica negligência do poder público, falta d´água, falta de geração de renda, alta densidade dentro das moradias, falta de testagem e cuidados médicos, entre outros.

O país conta apenas como  casos confirmados, os que foram testados em seus painéis públicos, apesar das baixas taxas de testagem. As autoridades brasileiras também estão desencorajando a contagem de casos entre aqueles com comorbidades com Covid-19, mesmo que a causa imediata da morte seja Covid-19. Também não há informações públicas sobre casos suspeitos, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Assim, a maioria dos casos da Covid-19 não é relatada e muitas mortes também estão sendo ignoradas. Essa situação é particularmente grave nas favelas.   A cidade do Rio de Janeiro não está coletando informações precisas de cada favela, embora 24% da população da cidade viva em cerca de 1000 favelas e suas diversas características as colocam em um risco muito maior de contágio do que outras áreas da cidade. 

Diante desta realidade diversos coletivos estão monitorando e identificando casos por iniciativas próprias. Frente de Mobilização da Maré, Voz das Comunidades e a Redes da Maré, são exemplos disto. O boletim De Olho no Corona, da Redes da Maré, monitora os casos suspeitos e comprovados a partir de um canal direto com os moradores das 16 favelas.  Semanalmente, um tema é proposto para o lançamento dos dados identificados pela equipe da organização.  A partir deste boletim, o Maré de Notícias produziu o Painel dos Invisíveis, um mapa das 16 favelas da Maré com seus respectivos casos  suspeitos. Nele também  há  mortes suspeitas, tudo  com recorte  idade  e raça. O mapa será atualizado semanalmente juntamente com os dados do Boletim de Olho no Corona!

Conheça o painel aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui