Em CPI da Covid, ex-ministros Mandetta e Teich prestarão depoimentos nesta terça sobre ações da Saúde durante pandemia

Data:

Calendário da semana inclui presença do ex-ministro Eduardo Pazuello e o atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga

Por Edu Carvalho, em 04/05/2021, às 9h50

Seguindo uma agenda de convocações traçadas na última semana, o Senado começa hoje, 04/5, a ouvir representantes na CPI da Covid para esclarecimentos durante o período da pandemia. Nesta terça-feira, estão marcadas as falas de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, ambos ex-ministros.

Mandetta esteve à frente do ministério entre janeiro de 2019 e abril de 2020. Já Teich, seu sucessor, assumiu a gestão por menos de um mês, ficando no cargo de 17 de abril e 15 de maio do ano passado. Um dos fatos que os unem são os motivos de terem deixado a pasta: as sucessivas divergências com o presidente Jair Bolsonaro relacionadas à contenção do coronavírus no país.

Durante suas gestões, o presidente exigia adoção dos remédios ivecmectina, cloroquina e hidroxocloquina, ambos com ineficácia comprovada para tratamento contra a covid-19. Além disso, houve negligência em relação a compra de materiais hospitalares e testes.

O depoimento de Mandetta está previsto para às 10h; Teich, às 14h.

Outras falas estão previstas durante a semana, como a do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e a do antecessor dele, Eduardo Pazuello. Também foi convocado o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, Antonio Barra Torres.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Entenda o Projeto de Lei que equipara aborto em casos de estupro a homicídio 

O Projeto de Lei 1904/2024, chamado de “PL da Gravidez Infantil” ou “PL do Aborto”, equipara o aborto após a 22ª semana de gestação ao crime de homicídio, criminalizando mulheres e profissionais de saúde envolvidos no procedimento.

Operação da Polícia Civil é marcada por intenso tiroteio e correria em três favelas da Maré

O Maré de Notícias recebeu vídeos que mostram mães correndo e procurando se proteger dos disparos abraçadas a seus filhos por causa do horário de saída do período matutino