Equipe do Maré de Notícias faz votos para 2021

Por Edu Carvalho, em 31/12/2020, às 12h

Ninguém pode negar que 2020 existiu. Marcado pelo primeiro ano da pandemia do novo coronavírus (maior crise sanitária do século), mobilizações contra o racismo mundo afora e o feminicídio no país, além de movimentações na área da política, como as eleições municipais. Para muita gente, uma série de acontecimentos tomaram conta de todo o calendário. 

Mas e agora? O que esperar de um ano que parece distante, e ainda sim, tão próximo? Os integrantes da equipe do Maré de Notícias On-line e Impresso aventuraram-se em fazer votos – individuais e coletivos. 

Veja abaixo:

Daniele Moura, editora-chefe 

‘’Vacina!’’

Andressa Cabral, editora

‘’Não costumo criar expectativas para o próximo ano pois a vida sempre nos surpreende de diversas formas e gosto de viver essa montanha russa sem saber o que esperar do próximo looping. Então costumo ter desejos mais genéricos e ir moldando a minha vida a partir dessas vibrações, pois nós somos o que pensamos. Espero que 2021 seja um ano de fertilidade e sabedoria para colocar em prática ideias – novas e interrompidas pela pandemia – e o que aprendemos com o ano que termina agora e de recuperação da saúde física, mental e espiritual. Mas principalmente, espero que 2021 seja um ano de vacinação e imunização racional!’’.

Filipe Mendonça, designer, diagramador e programador

‘’Para o próximo ano, desejo que os planos interrompidos pela pandemia possam, finalmente, ser realizados. Desejo também muito movimento! Que a gente se mova na luta pela igualdade de direitos e de oportunidades e, também, pela valorização das coisas essenciais em nossas vidas, como as relações, sentimentos verdadeiros, saúde física e mental e também a busca pela paz espiritual’’. 

Hélio Euclides, repórter

‘’O ano de 2020 nos fez meditar e agir. Algumas palavras ficaram em evidência: vida, perseverança, cuidado, esperança, criatividade, solidariedade, delicadeza e cura. Para a maioria, a palavra de 2021 será vacina. Eliana Sousa Silva lembra que a vacina será capaz de derrubar o vírus causador da covid-19, mas isso não ocorrerá com o vírus da desigualdade social. Desejo um novo ano com uma sociedade que se comprometa com a igualdade, que lute pelo fim da pobreza e não contra os pobres, pelo fim do feminicídio e não contra as mulheres, pelo fim do racismo e não contra os negros, pelo fim da homofobia e não contra os LGBTQIA+, pelo fim da violência e não contra as favelas. Que venha 2021, muito melhor do que esse ano que passou! Confiança no futuro! Feliz Ano Novo!’’.

Matheus Affonso, fotógrafo 

“Em 2021 desejo que nossos corpes LGBTQIA+ favelados recebam muito afeto, amor, paz, prosperidade e respeito. Que nossa população brilhe por cada lugar que passar, que toda LGBTFOBIA seja banida e que o glitter reine, reine para que todes as nossas manas tenham espaço para serem quem elas realmente são! Que venha 2021 porque nossos corpes vivem!!”

Thais Cavalcante, repórter

‘’Desejo que no próximo ano tenhamos muita vida para celebrar e muita paz para a favela. Mais paz também em nossos corações e mentes, para que possamos fazer o que seja bom para nós e, consequentemente, para os outros. Espero que a vacina chegue logo no país e continuemos no exercício diário de praticar mais empatia, respeito e amor. Enquanto ainda passarmos por essa pandemia, que nenhuma vontade de ser feliz ultrapasse os cuidados de saúde que precisamos ter para não espalhar o vírus. Que ele não paute 2021, que a vida paute”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui