Filmado na Maré, série educativa ‘Nenhum Aluno a Menos’ forma jovens periféricos

Data:

Especialistas e professores que participam foram selecionados por sua conexão com as comunidades, garantindo que o conteúdo ressoe com os espectadores

“Nenhum Aluno a Menos” (NAM) é uma série de vídeos educativos que acaba de estrear no YouTube. Patrocinado pela Light e pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, via Lei Cultural do ICMS, o NAM busca preencher a lacuna educacional deixada pela pandemia de Covid-19, especialmente entre os jovens das periferias urbanas. Para celebrar o lançamento, a exibição de um episódio da série foi exibida em um telão ao ar livre, na última sexta-feira (5), às 19h, na Praça do Timbau.

A iniciativa oferece conhecimento através de um conteúdo audiovisual denominado “gotas do saber”, que aborda assuntos pouco divulgados nas escolas tradicionais. Essas pílulas do conhecimento cobrem uma variedade de temas transversais que são essenciais para a formação dos jovens, incluindo mercado de trabalho, formação técnica, economia criativa, grafite, hip hop, literatura, matemática financeira, música, audiovisual, artes visuais e português.  

“A linguagem adotada evita o formato tradicional de videoaulas, optando por uma abordagem mais artística e criativa. Essa proposta busca engajar o público e criar uma experiência educativa mais envolvente, contribuindo significativamente para a formação desses jovens e, consequentemente, para o desenvolvimento da sociedade como um todo”, destaca Pery de Canti, idealizador e produtor executivo do projeto.   

Realizado principalmente no Conjunto de Favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, o NAM conta com a participação de profissionais majoritariamente oriundos da periferia, tanto na produção quanto na execução dos conteúdos. Além disso, os especialistas e professores que participam dos vídeos foram selecionados por sua conexão com as comunidades, garantindo que o conteúdo ressoe com os espectadores. Importante frisar que o projeto teve um impacto na economia local, favorecendo trabalhadores diretos e indiretos, o que reforça o caráter social da proposta.

As filmagens aconteceram entre maio de 2023 e maio de 2024, com 95% das gravações realizadas em meio a operações policiais e confrontos sociais da violência, evidenciando o abismo existente entre o Estado e a periferia. “Essa realidade traz autenticidade e urgência às produções, refletindo as verdadeiras condições vividas pelos jovens dessas comunidades”, finaliza Canti, que há 20 anos se dedica a trabalhos socioeducativos voltados para as regiões periféricas.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Vale a pena ler de novo: 3 matérias sobre o Vacina Maré

No 'Vale a Pena Ler de Novo' desta semana, o Maré de Notícias resgata três matérias sobre a campanha #VacinaMaré, que teve início no fim de julho de 2021 e foi um marco no combate à covid-19 no território

Nova Carteira Nacional de Identidade: saiba como tirar e o que mudou

A Carteira de Identidade Nacional segue a Lei nº 14.534/2023, sancionada pelo presidente Lula (PT), que determina o CPF como número único e suficiente para identificação do cidadão nos bancos de dados de serviços públicos.