Governo estuda Auxílio Emergencial dividido em quatro parcelas de 250R$

Data:

Congresso e Ministério da Economia traçam medida para viabilizar pagamento 

Por Edu Carvalho, em 12/02/2021 às 18h

Numa atitude conjunta entre Congresso Nacional e ministério da Economia, foi submetida nesta sexta-feira,12, o pagamento de um novo auxílio emergencial através de uma aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo.

A intenção é incluir uma cláusula de calamidade na proposta, que, entre outras medidas, permite ao governo adotar medidas para cortar custos por meio de redução de salário e de jornada de servidores. Com a PEC, fica permitido que gastos para o pagamento do auxílio não sejam incluídos no espaço do teto de gastos nem no orçamento de 2021.

No blog da Ana Flor, no G1, uma nova rodada do auxílio emergencial seria estruturada em  quatro parcelas de R$ 250. No entanto, a equipe econômica defende um valor decrescente, que comece com R$ 250 e depois passe para R$ 200. O novo auxílio deve ser pago à metade do número de beneficiados do anterior.

Nesta semana, uma parcela referente aos benefícios contestados e que tiveram pedidos reavaliados foram liberadas. Mais de 22 mil pessoas poderão receber o pagamento. A liberação pode ser consultada pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site disponibilizado pela Caixa Federal.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz