Justiça determina afastamento de dois policiais acusados de mortes no Jacarezinho

Data:

Por Edu Carvalho, em 19/10/2021 ás 09h45

Nesta segunda-feira (18), a Justiça do Rio acatou uma denúncia do Ministério Público e tornou réus dois policiais civis que participaram de uma ação na favela do Jacarezinho, na Zona Norte, que terminou com 28 mortes (incluindo um policial). A operação foi a mais letal já registrada na história do município.

Os PMs irão responder por crimes diferentes. Douglas de Lucena Peixoto Siqueira seguirá com crimes de homicídio qualificado e fraude processual; já Anderson Silveira Pereira responde por fraude processual. A decisão foi tomada pela juíza Elizabeth Louro, da 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio.

Ni despacho, a juíza determina o afastamento da dupla de suas atribuições, além de proibir que façam quaisquer atividade policial no Jacarezinho. Douglas e Anderson não podem ter contato com testemunhas do caso.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

‘Não há uma política de reparação aos familiares e vítimas de violência do Estado’, diz Mãe de Marielle em entrevista

Além de criticar o Estado e o Judiciário, que, em diversas instâncias, colaboraram pela impunidade do crime, Marinete aproveitou para reforçar o sonho que a família tem: inaugurar, via Instituto, o Centro de Memória e Ancestralidade