Liderança LGBT, moradora da Maré, tem porta de casa alvejada

Data:

A porta da casa de Gilmara Cunha, moradora da Maré e presidenta do Grupo Conexão G, foi alvejada durante a segunda operação policial em uma semana, na Maré. O crime aconteceu ainda pela manhã. Hoje (19), por volta das 4h50, policiais militares do COE (Comando de Operações Especiais) iniciaram uma operação policial que ocorreu de forma silenciosa durante a manhã, nas favelas Nova Holanda, Parque Maré, Rubens Vaz e Parque União. No período da tarde, foram identificados intensos confrontos armados na região do Parque Maré e Nova Holanda.

Moradoras informaram que as escolas municipais da Nova Holanda tiveram seu funcionamento interrompido. As Clínicas da Família Jeremias Moraes da Silva e Diniz Batista dos Santos não abriram hoje.

A equipe do Maré de Direitos recebeu denúncias de casas invadidas e violência física pelo WhatsApp (21) 99924-6462 nas favelas: Rubens Vaz, Parque União, Parque Maré e Nova Holanda. Um restaurante localizado na rua Teixeira Ribeiro com a rua Tatajuba teve os vidros quebrados por balas, quando dezenas de pessoas almoçavam no local. Um supermercado na Nova Holanda também foi atingido nesta situação.

De acordo com e-mail encaminhado a Redes da Maré, às 18h17, pela Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar – Coordenadoria de Comunicação Social (CComSoc) foram apreendidas drogas e armas. Um homem foi detido no Parque União.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

EDI na Maré se destaca por acolhimento na primeira infância

O Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Profª Kelita Faria de Paula, localizado no Conjunto Bento Ribeiro Dantas se tornou uma referência ao falarmos de “lugar de escuta”

Clube de Futebol faz ‘vakinha’ para disputar torneio em São Paulo

No ano passado, com ajuda dos pais dos atletas, o clube disputou a Taça São Paulo na categoria sub 15, este ano o pensamento do clube é participar também na categorias sub 17