Mais diálogo entre adultos, bebês e crianças no Maré de Notícias

O projeto “Nenê do Zap” alcança mais de 4 mil familiares e cuidadores durante a pandemia e agora terá o conteúdo disponibilizado no site do Maré de Notícias Online

Jessica Pires

Para um bom convívio diário, é importante desenvolver o diálogo com aqueles que convivem na mesma casa, principalmente com as crianças de até 6 anos, a chamada  primeira infância. Durante a pandemia do novo coronavírus, esse diálogo se torna ainda mais importante, já que essa parte da infância é considerada uma das mais importantes na formação de uma pessoa. Pensando neste  desenvolvimento, o projeto “Nenê do Zap”, que recebe curadoria da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, de São Paulo, disponibiliza dicas sobre a primeira infância para familiares e cuidadores que tenham interesse, via WhatsApp, gratuitamente. A iniciativa, que foi lançada em março de 2020, já alcança uma base de 4.300 contatos. A ideia surgiu com a identificação da importância do diálogo e interação com crianças na primeira infância, e é sem fins lucrativos.

A imagem pode conter: texto que diz "no Brasil e criançada em casa: E AGORA? Vamos nos proteger!"

A partir de hoje, 12 de maio, o conteúdo do “Nenê do Zap” também estará na Ronda diária do Maré de Notícias sobre o coronavírus com dicas para as famílias sobre a primeira infância em época de pandemia. O conteúdo também ganhará uma coluna mensal no jornal e será um incentivador de conversas e interações entre pais, mães, familiares e cuidadores e crianças até os seis anos de idade. Serão dicas e informações via WhatsApp e agora também via Maré de Notícias sobre cuidados, conversas e brincadeiras que podem ser feitas no dia a dia da criança. Em tempos de coronavírus, as informações, conhecimento e dicas para as famílias têm sido especiais sobre o assunto, incentivando hábitos de cuidado com os nenês e crianças em casa. 

“Conversa e interação são muito importantes para o desenvolvimento saudável de nenês e crianças. Isso porque 90% do nosso cérebro se desenvolve até os seis anos de idade. Bebês já nascem se comunicando e aprendendo muito na relação com os pais, familiares, cuidadores e o mundo ao redor”, destaca Sarah Maia, analista de comunicação da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. Segundo Sarah, crianças que crescem nesse contexto de interação são mais confiantes, e o objetivo da iniciativa é fortalecer esse processo. 

De acordo com Anna Maria Chiesa, Professora da Escola de Enfermagem da USP e consultora da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal da gestação até os 6 anos de idade, a interação é fundamental para que as crianças criem seu repertório de linguagem, por exemplo. “A convivência social é fundamental para que todo esse processo de desenvolvimento cognitivo, social e emocional se estruture da melhor maneira possível”, reforçou Anna.

A equipe do Nenê do Zap sinalizou o crescimento das inscrições no projeto na pandemia. Com o início das recomendações das autoridades médicas sobre distanciamento social, o conteúdo passou a ser dedicado com dicas de cuidado com a saúde, informação e conhecimento para que as famílias também cuidem da saúde emocional e possam enfrentar essa crise da melhor forma, considerando as diferentes realidades das famílias.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

De acordo com Sarah, há também um diálogo com coletivos  ligados aos movimentos da periferias de São Paulo para ouvir e entender as demandas de famílias periféricas, incluindo-as nos conteúdos do Nenê do Zap. O Maré de Notícias agora é parceiro do Nenê do Zap. As dicas da iniciativa estarão disponíveis no site do jornal e também nas redes sociais da Redes da Maré. Acompanhe, e para saber mais sobre o Nenê do Zap, acesse também www.nenedozap.com.br ou as redes do Nenê (Instagram e Facebook). E para receber as dicas semanais é só mandar um “oi” no WhatsApp do Nenê pelo número (11) 99743-8964.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui