Por falta de insumos, Instituto Butantan suspende produção de CoronaVac

Data:

Falta de matéria-prima não irá atrasar a entrega de novas doses para o Ministério da Saúde na próxima semana

Por Andressa Cabral Botelho, em 08/04/2021 às 14h

Nesta semana, a produção de CoronaVac precisou ser interrompida por falta de matéria-prima, proveniente da China. Um novo carregamento estava previsto de chegar da China nesta sexta-feira, mas precisou ser adiado pois o país tem concentrado os insumos para produção interna, atrasando o envio para o Brasil. Diante isso, a produção no Instituto Butantan será interrompida.

Na manhã desta quinta-feira, o governador de São Paulo, João Dória, afirmou que o estado irá receber 3 mil litros de matéria-prima até o dia 20 de abril. O material será suficiente para produzir cinco milhões de doses do imunizante.

O atraso do envio de insumos não impede que o Instituto Butantan, responsável por produzir a vacina no Brasil, entregue 2,5 milhões de doses ao Ministério da Saúde na próxima semana. As doses já estavam prontas e em processo de controle de qualidade. O Instituto se comprometeu a entregar 46 milhões de doses até o fim de abril. Desde janeiro, o Butantan já entregou 38,2 milhões de doses, 22,7 milhões somente em março.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Sementes de Marielle; confira segunda parte da entrevista com Mãe da vereadora

Nessa segunda parte da entrevista, Marinete fala sobre as sementes deixadas por Marielle, do protagonismo de mulheres negras em espaços de poder e a partir do contexto do assassinato da vereadora, como acreditar em justiça.

‘Não há uma política de reparação’, diz Mãe de Marielle sobre vítimas do estado

Além de criticar o Estado e o Judiciário, que, em diversas instâncias, colaboraram pela impunidade do crime, Marinete aproveitou para reforçar o sonho que a família tem: inaugurar, via Instituto, o Centro de Memória e Ancestralidade