Prefeitura do Rio anuncia novo calendário de vacinação

Data:

De acordo com o planejamento, idosos de 78 a 67 aos serão vacinados até o dia 31 de março

Por Andressa Cabral Botelho, em 03/03/2021 às 13h45

Na terça-feira (02), a prefeitura do Rio anunciou as novas datas e idades a serem vacinadas ao longo do mês de março. O prefeito Eduardo Paes fez o anúncio em suas redes sociais, indicando a partir da quinta-feira, dia 04 de março, serão imunizadas pessoas de 78 anos. Seguindo o cronograma, a proposta é vacinar no último dia do mês pessoas com 67 anos.

Mesmo com as datas pré-agendadas, o prefeito salientou que o cronograma irá seguir conforme o planejado caso haja cumprimento na entrega das doses prometidas. Pela manhã desta quarta-feira (03), chegou no Aeroporto Internacional Tom Jobim uma nova remessa com quase 250 mil doses de CoronaVac, que serão distribuídas para os 92 municípios do estado do Rio. A capital receberá pouco mais de 100 mil doses para dar continuidade na imunização.

A vacinação tem acontecido nos postos de saúde e clínicas da família onde os idosos já recebem atendimento, respeitando o horário de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, além dos drive-thrus distribuídos em 10 regiões da cidade. Nos sábados a vacinação é destinada às pessoas que não puderam ir às unidades de saúde nos seus dias determinados. Oito dos 10 drive-thrus funcionam exclusivamente aos sábados.

De acordo com a prefeitura, até o dia 02 de março 371.105 pessoas foram vacinadas com a primeira dose da vacina. Um total de 5,50% da população da cidade.

Leia mais: Ronda Maré de Notícias: Prefeitura anuncia pontos de vacinação drive-thru na cidade

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Festas juninas colorem as ruas da Maré e marcam a vida dos moradores

Festas juninas celebram a cultura do nordeste e a fé popular no território composto por 25% de nordestinos e quase 48% de autodeclarados católicos.

Entenda o Projeto de Lei que equipara aborto em casos de estupro a homicídio 

O Projeto de Lei 1904/2024, chamado de “PL da Gravidez Infantil” ou “PL do Aborto”, equipara o aborto após a 22ª semana de gestação ao crime de homicídio, criminalizando mulheres e profissionais de saúde envolvidos no procedimento.