Prefeitura do Rio assume o controle do BRT e abre licitação para empresas privadas

Prefeito Eduardo Paes acompanhado da secretária municipal de transportes Maina Celidonio. Foto: Beth Santos

Prefeitura do Rio assume o controle do BRT e abre licitação para empresas privadas

A proposta é organizar internamente a forma de se trabalhar antes de repassar a concessão

Por Andressa Cabral Botelho, em 04/04/2021 às 9h15

O prefeito Eduardo Paes anunciou na última quarta-feira (03) mudanças que acontecerão no consórcio BRT após reunião com concessionárias do sistema de transporte da cidade do Rio. Enquanto decide quem será a nova responsável pelo consórcio, o poder público ficará responsável pelo serviço de transporte público rodoviário municipal para que possa ser organizado e fiscalizado pelo poder Executivo Municipal antes de voltar para a iniciativa privada.

Durante entrevista coletiva, foram apresentados os principais problemas desse modal da cidade nos últimos quatro anos, como desaparecimento de ônibus, sumiço de linhas, falta de transparência do sistema de bilhetagem, além do próprio abandono do BRT. Será feita uma nova licitação para decidir quem será responsável pela concessão do sistema BRT assim como a bilhetagem. 

O principal objetivo das medidas tomadas agora é conseguir organizar o modo de trabalho e, assim, proporcionar um serviço melhor à população que é usuária do sistema BRT. “As minhas Olimpíadas desse mandato é trazer o BRT de volta”, disse o prefeito ao fim da coletiva.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Andressa Cabral Botelho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.