Projeto de fomento ao teatro para jovens da Maré conquista prêmio nacional

Representantes de Entre Lugares festejam prêmio recebido pela APTR.

Projeto de fomento ao teatro para jovens da Maré conquista prêmio nacional

Entre Lugares Maré recebeu no dia 6 de Junho o prêmio Jovem Talento no 16° Prêmio APTR Nacional, na categoria melhor elenco

Por Jéssica Pires, em 15/06/2022 ás 07h. Editado por Edu Carvalho

A iniciativa mareense ‘Entre Lugares’, que completa 10 anos de atividades este ano, recebeu o troféu Manoela Pinto Guimarães na premiação pela peça-filme “Invencíveis”. O projeto já formou cerca de 800 alunos em diferentes oficinas como luz, figurino, dramaturgia, voz, corpo e montagem teatral. Nestes ininterruptos anos de atuação, o coletivo soma oito espetáculos teatrais produzidos a partir das narrativas trazidas pelos alunos; além de cinco festivais de cenas curtas, dentre outras atividades em espaços culturais da cidade. 

Importante ressaltar que nossa metodologia prioriza a autonomia criativa de cada indivíduo. Acreditamos no potencial artístico de cada alune. Nossa pesquisa é voltada para a valorização da identidade e memória territorial,chama atenção Jefferson Melo, artista mareense multidisciplinar que atuou como ator e assistente de direção no trabalho premiado. Atualmente diversos alunos formados pelo projeto estão inseridos no mercado de trabalho da área e integram escolas de teatro, resultado desses 10 anos de pesquisa contínua do fazer teatral. 

Prêmio APTR

A Associação de Produtores de Teatro (APTR) reconhece anualmente com o ‘Prêmio APTR’ artistas que se destacaram em diversas áreas da produção teatral nacional. O ‘Entre Lugares’ foi reconhecido nesta que é a 16ª edição da premiação. A peça-filme “Invencíveis”, realizada em 2021, aconteceu totalmente no formato remoto, devido a pandemia e enfrentou muitos desafios para ser desenvolvida, de acordo com o grupo “foi um trabalho difícil de ser concluído, com linguagem nova, pouca grana, mas amparado pela força de jovens artistas mareenses e uma entrega que renova qualquer dúvida e insegurança”. 

Foram 15 categorias que contemplaram 37 espetáculos que estiveram em cartaz durante o último ano, em todo o país. A entrega do prêmio ocorreu na última semana no Teatro Claro Rio, em Copacabana, com a apresentação dos atores Eduardo Moscovis e Cris Vianna.

Para o grupo foi muito significativo a conquista do prêmio, no ano em que o projeto completou uma década de existência. “A simbologia do prêmio pra gente é de esperança, de continuar acreditando, de continuar criando novos projetos, de continuar investindo nas nossas oficinas grátis, e principalmente em nós, jovens mareenses que amam o que fazem: teatro. Foi lindo quando subimos no palco, no mesmo espaço em que a Orquestra da Maré estava. Me arrepio só de lembrar. A Maré em peso no palco em Copacabana”, relata Jeferson.

Integrantes comemoram Prêmio APTR em selfie. Foto: arquivo pessoal

Apoio para realizar 

Em 2019, a Companhia foi a primeira de teatro favelado a ganhar o Festival de Teatro Universitário (FESTU) com ”Nem todo filho vinga”, que traz a história do personagem Maicon, morador da Maré que, após passar para a Faculdade de Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), passa a confrontar os ideais de justiça do Estado Brasileiro. 

O grupo conta com a parceria do Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré e do Museu da Maré para realização das oficinas e atividades. Mas deixa um agradecimento especial para os moradores e moradores da Maré que acompanham o trabalho. ”Nem todas as histórias que contamos são narrativas vivas, que (re)significam todo nosso trabalho. Para toda favela, nosso amor mais sincero e nosso respeito mais profundo. Esse prêmio é tudo de melhor para a Maré, um reconhecimento sólido em meio ao caos que diariamente nos atordoa”, conclui Jeff.

É possível acompanhar e saber mais sobre o Entre Lugares nas redes sociais do projeto:  @entrelugaresmare

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Jéssica Pires

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.