Ronda Coronavírus: lojas de materiais de construção e lotéricas continuarão abertas

Data:

Cedae informa interrupção no abastecimento. Maré tem mais um dia de aglomerações

Neste sábado (04/03) já chegam a 1.246 os casos confirmados do novo coronavírus, no estado do Rio de Janeiro, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado. Até agora foram 58 óbitos e outros 72 óbitos estão em investigação. Só no município são 982 casos. Apesar de relatos de pessoas com sintomas de Covid-19, e outras em quarentena na Maré, Secretaria de Estado de Saúde do Estado do Rio ainda não registrou nenhum caso nem nenhuma das 16 favelas que fazem parte da Maré. A Procuradoria Geral do Município (PGM) do Rio de Janeiro suspendeu na justiça, liminar que  impedia o funcionamento de lojas de material de construção e lotéricas durante a pandemia. 

A CEDAE informou neste sábado, em nota, que precisou realizar um reparo emergencial em Seropédica e por isso foi necessário interromper o abastecimento em diversos bairros da cidade, como Bonsucesso, Ilha do Governador e Manguinhos. A previsão é de que o abastecimento seja normalizado ainda nesse domingo. É importante lembrar que neste período de pandemia, a atenção com a lavagem das mãos e superfícies é recomendação médica. A companhia informou que é possível solicitar o abastecimento por caminhão pipa pelo 0800-282-1195.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou a chegada de mais uma leva de doses de vacina contra a gripe a partir de terça-feira, 07/04. O público alvo agora passa a ser também o dos mais jovens que convivem com idosos.”Se você tem idoso na sua casa, nós vamos dar preferência para você. Nós vamos convidar pessoas que convivem com avô e avó nas comunidades para se vacinarem logo” afirmou o prefeito em publicação no site da prefeitura.

Moradores da Maré relataram que o sábado foi um dia de aglomeração em diversos pontos das 16 favelas. Comércios, cuja a recomendação é se manterem fechados em toda a cidade, permaneceram abertos e muitas pessoas estavam nas ruas, bares e lanchonetes. Mais moradores, que vivem em alta vulnerabilidade social, sem renda, receberam cestas básicas e materiais de higiene pela Campanha de Enfrenttamento ao Coronavírus da Redes da Maré, que também doou quentinhas à pessoas em situação de rua. A organização continua recebendo doações para a campanha que deverá durar pelo menos, 90 dias. Mais informações, pelo site: redesdamare.org.br/br/quemsomos/coronavirus.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Ativista e jornalista da Maré no G20

Do Conjunto de Favelas da Maré à conferência da 19a reunião de cúpula do G20, a trajetória de Kaya Bee, moradora da Nova Holanda é um exemplo inspirador na luta por um futuro mais justo e sustentável. Aos 27 anos, mãe, ativista climática e estudante de jornalismo, ela carrega a força e a resiliência de quem enfrenta os desafios da vida na favela com a determinação de transformar a realidade para os mareenses.