‘Aprendi a ser melhor, escutar as pessoas’ 

Jonathan ao lado de seus companheiros distribuidores.

‘Aprendi a ser melhor, escutar as pessoas’ 

Filho de distribuidor, Jonathan Ribeiro é um dos mais antigos profissionais da distribuição da versão impressa do Maré de Notícias

Por Daniele Moura em 04/05/22 às 07h

Ele estava presente quando teve uma festa no Centro de Artes da Maré para comemorar a edição de número 100 do Maré de Notícias. Entre o público que assistia à homenagem aos 16 baluartes mareenses – líderes comunitários que se tornaram referência nas favelas onde vivem – estavam presentes os presidentes das associações de moradores. Na época, eram eles os parceiros que viabilizavam a entrega do jornal aos moradores da Maré. O da Baixa do Sapateiro, Charles Gonçalves, contava com a ajuda de Jonathan Ribeiro da Cruz, com 20 anos de idade à época. 

Por uma década, o jornal era levado para as associações de moradores — pontos de referência para a entrega do Maré de Notícias — e, de lá, chegava à casa dos moradores. Para Jonathan, esse esquema não permitia que a comunicação entre os moradores e o jornal fosse fluida. “A forma de distribuição antiga não favorecia o diálogo com os moradores. A nova distribuição é muito mais eficiente nesse ponto”, acredita.

Em setembro de 2019 o próprio jornal tomou para si a responsabilidade pelas entregas. Cada presidente de associação indicou pessoas para trabalharem na distribuição do periódico, o da Baixa recomendou o nome de Jonathan. “Charles me indicou para esse trabalho para eu adquirir experiência profissional e conhecer coisas novas na vida. Fazer parte do novo processo de distribuição do jornal foi maravilhoso, aprendi muito com companheiros excelentes que hoje eu tenho”, relembra o rapaz.

Jonathan nasceu no Hospital Geral de Bonsucesso e viveu até os sete anos na Vila Cruzeiro, na Penha. Chegou à Maré com a família em 2006. Cursou o Ensino Médio do Colégio Estadual Olga Benário Prestes em Bonsucesso e hoje mora na Vila do Pinheiro com a mãe e um irmão mais novo, com apenas um ano de diferença. O pai (que era distribuidor dos jornais O Globo e Folha de São Paulo) morreu há quatro anos.

Seguir a profissão do meu pai é uma honra. O Maré de Notícias me trouxe motivação, aprendizados, eu pude mudar em muitas coisas. Hoje me respeito mais e estou mais feliz. Aprendi a ser melhor, a escutar as pessoas.

Jonathan Ribeiro da Cruz, distribuidor do Maré de Notícias

Ele revela o desejo latente de sempre evoluir. “Trabalho procurando sempre melhorar a performance no dia a dia para não errar. Isso sempre me motiva. Hoje você pode estar bem, mas amanhã ninguém sabe. Por isso é importante sempre ajudar o próximo, inclusive os distribuidores mais novos, que têm menos tempo no jornal. Procuro apoiar a todos sempre da melhor forma possível. A equipe é muito entrosada, e daqui pra frente é só somar,” diz  o jovem.

Por onde anda na Maré, Jonathan é abordado. Difícil não reconhecê-lo como “cria do Charles”: “Não tem jeito, todo mundo me conhece, acaba que me sinto destacado!”

Sobre a importância que ele dá ao periódico comunitário, ele afirma:

A Maré precisa desse jornal que é aguerrido, batalhador e vencedor. Todos nós mareenses precisamos dele para sabermos do cotidiano da Maré. O jornal está aí para moradores se divertirem, aprenderem a dialogar entre si e saber como são as 16 favelas.”

Junto com Jonathan na distribuição estão Valdemir Gomes da Cunha Júnior, Lucas Brandão, Cristiane dos Santos, Vagner Moreira Pires, Ricardo Heleno Mendes Cruz, Antônia Valéria Lins e Silva, Pedro de Oliveira, Yasmim Emmanuel Duarte, Thuany Vieira Nascimento e Lenny Aquino.

Junto com Jonathan na distribuição estão Valdemir Gomes da Cunha Júnior, Lucas Brandão, Cristiane dos Santos, Vagner Moreira Pires, Ricardo Heleno Mendes Cruz, Antônia Valéria Lins e Silva, Pedro de Oliveira, Yasmim Emmanuel Duarte, Thuany Vieira Nascimento e Lenny Aquino.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Daniele Moura

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.