Cervejeiro do Alemão ganha homenagem

Travessa Marcelo Ramos na favela no Brasília no Alemão.

Cervejeiro do Alemão ganha homenagem

Marcelo Ramos, vítima da covid-19, era dono um bistrô da favela Nova Brasília, um das favelas do Complexo

Por Daniele Moura em 28/10/2021 às 17h48

O empreendedor Marcelo Ramos, do Complexo do Alemão, morto em junho deste ano por complicações relacionadas à covid-19 recebeu como homenagem o nome de uma rua na favela de Nova Brasília. A placa foi instalada dando o nome de Travessa Marcelo Ramos Andrade à via onde fica o Bistrô R&R de cervejas especiais que ele abriu em 2012, junto com a mulher Gabriela Romualdo.

A iniciativa é o reconhecimento oficial a uma pessoa que deixou seu nome na história carioca. “Marcelo foi inovador ao apostar em um bistrô de cerveja artesanal dentro de uma comunidade. Seu sucesso é inspiração dentro e fora da Nova Brasília. É com muito orgulho que, a pedido do Prefeito Eduardo Paes e de Rene Silva, fundador do jornal Voz das Comunidades, prestamos essa homenagem”, disse a secretária de Conservação, Anna Laura Valente Secco.

A mudança de nome da travessa atendeu ao Decreto Rio nº 49.077, de 5 de julho de 2021.

Os rótulos especiais vendidos no Bistrô R&R são famosos no território. Marcelo criou uma marca própria de cerveja, uma Lager Premium chamada Complexo do Alemão. A bebida é considerada a primeira cerveja artesanal feita em favelas no Brasil. Vale a pena ir a favela prová-la.

A viúva de Marcelo, Gabriela Romualdo; Renê Silva, do Voz das Comunicades, e a secretária de Conservação da cidade na entrega da placa no Alemão.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Daniele Moura

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.