Com presença de Dom Orani, Nova Holanda tem ordenação sacerdotal

Com presença de Dom Orani, Nova Holanda tem ordenação sacerdotal

Por Hélio Euclides, em 13/07/2021 ás 07h. Editado por Edu Carvalho

A Paróquia Sagrada Família, na Nova Holanda, recebeu na manhã do último sábado (10/07) o cardeal Orani João Tempesta, arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, para uma celebração especial, a ordenação sacerdotal de Arlan de Oliveira. O diferencial do evento foi que um mareense se consagrou padre dentro da Maré, já que esse rito é comum ocorrer na Catedral Metropolitana, no Centro. O novo sacerdote recebeu o nome de Irmão Gabriel Luís, pertencente desde o início da fundação ao Instituto dos Filhos, Filhas e Oblatos da Preciosa Vida, congregação católica criada na Nova Holanda, em 2004.

Seu primeiro passo na Paróquia Sagrada Família foi exercendo o trabalho como coroinha, crianças e adolescentes que ajudam um sacerdote na missa. Ele também atuou no teatro e na catequese. Ao ingressar para a congregação, adotou o hábito, uma veste religiosa usada por pessoas de vida apostólica. É comum ver membros da congregação Preciosa Vida em atividades missionárias na Nova Holanda, com suas vestes nas cores cinza escuro e branca, com brasão que traz a Cruz e em seu centro o coração de Cristo, que derrama sangue sobre um cálice, que representa cada membro, do qual deve transbordar a verdadeira alegria do dom da vida.

Irmão Gabriel é filho de Vicente de Paula Alves, conhecido como Paulão, integrante ativo do movimento Chapa Rosa, que dirigiu a Associação de Moradores da Nova Holanda, na década de 1980. Com formação de mobilização, Irmão Gabriel adotou o lema: “Alegrai-vos no Senhor, repito: alegrai-vos!” (Filipenses 4, 4). Na igreja Católica há dois tipos de padres, os diocesanos e os religiosos. Os diocesanos têm preparação nos seminários da arquidiocese. O Irmão Gabriel se tornou o mais novo padre religioso, com formação na congregação, tendo votos de pobreza, castidade e obediência. 

Na celebração, o cardeal arcebispo Dom Orani enfatizou a importância do novo padre ser pertencente ao território. “Um dia importante para a Paróquia Sagrada Família em ver um dos seus filhos ser ordenado presbítero e ter uma instituição criada nessa região. Destaco que, mesmo em tempo de pandemia, com distanciamento utilizamos os meios de comunicação para estarmos juntos. Outro detalhe importante é termos seis paroquias na Maré, incluindo Marcílio Dias, o que mostra a presença da igreja”, comentou o arcebispo.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.