Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo começa nesta quarta (3)

Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo começa nesta quarta (3)

Maré de Notícias terá participação em programação sobre os 20 anos do assassinato do jornalista Tim Lopes

A 17ª edição do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), tem início nesta quarta-feira, dia 03. O congresso acontecerá até o dia 7 de agosto, de forma mista, sendo que nos dias 3 e 4 será realizada a parte on-line e gratuita do evento.

A versão presencial e paga (sem transmissão pela internet), ocorrerá de 5 a 7 de agosto, na FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), em São Paulo. O último dia do Congresso é totalmente dedicado à quarta edição do Domingo de Dados, com oficinas sobre jornalismo de dados, além de bastidores de investigações ligadas ao tema.

Com mais de 80 atividades e quase 200 palestrantes, para a edição deste ano, a Abraji montou uma grade com 15 grandes assuntos desdobrados em vários subtemas. Um dos convidados é o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que será entrevistado na versão presencial, a entrevista está marcada para a sexta-feira (5), no período da manhã, e será conduzida por quatro jornalistas especializadas em política, desinformação, eleição e ameaças à democracia.

Maré de Notícias representando legado de jornalismo periférico

Há duas décadas, o assassinato brutal do repórter Tim Lopes por integrantes de grupos armados no Rio de Janeiro comoveu o país. Se a violência contra jornalistas aumentou, por outro lado, dezenas de iniciativas foram criadas por jovens repórteres e comunicadores dos territórios periféricos em todo o país. Na mesa “20 anos da morte de Tim Lopes: o que mudou na cobertura das periferias?”, que ocorrerá presencialmente no sábado, dia 06 de agosto, às 11h30, o Maré de Notícias será representado pela jornalista Jéssica Pires como modelo desse jornalismo que busca seu lugar de fala para corrigir injustiças e desigualdades. Participam também da mesa  Marcelo Moreira, diretor de Jornalismo da Globo em Belo Horizonte e conselheiro da Abraji, René Silva, jornalista da Voz das Comunidades e Marcelo Beraba, cofundador da Abraji, como mediador.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

mareonline

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.