Conheça Kamy, uma artista com multitalentos da Maré

Data:

Por Amanda Pinheiro, em 26/05/2021 às 9h

Editado por Edu Carvalho 

Trancista, atriz e cantora. Pelas ruas da Nova Holanda, onde foi criada, Kamyla Galdeano – ou apenas Kamy, como é chamada – constrói aos poucos sua carreira. 

A jovem mareense de 25 anos sempre teve uma forte ligação com a arte, estando dentro de casa uma das suas maiores incentivadoras: sua mãe, Kátia Galdeano. 

Desde criança, segundo ela, participou de diversas atividades oferecidas na Maré. No entanto, quando o assunto é música, seu coração bate mais forte ao som do Hip Hop, Trap e R&B. “A arte faz parte do meu cotidiano desde que eu ainda era pequena. Minha mãe sempre aproveitou os espaços que tem dentro da favela. Então, já passei pelo balé, também fiz aula de dança urbana, fiquei um tempo no teatro. Mas foi a música que eu sempre almejei”, contou Kamy.

A artista, que também é hair stylist no projeto Favela Mona, teve uma passagem significativa no teatro, onde começou em 2013. Durante esse tempo, fez parte do Grupo Atiro, em que atuou nas peças “Vai”, “Obedeça” e “Corpo Minado”. Já no grupo Marear do Teatro do Oprimido, participou da peça “A resposta só é não?”. Além disso, atuou no curta “Br3” dirigido por Bruno Ribeiro, em 2017. 

Apesar da experiência no teatro, ainda em 2017, Kamy começou a produzir suas músicas, porém apenas em 2020 lançou o primeiro EP chamado “Particularidade”, após ser selecionada no edital “Chamada Pública”, da Redes da Maré. O trabalho, produzido por Joker, tem cinco faixas e aborda assuntos do cotidiano da artista.  “Depois que fui contemplada pelo edital comecei a produção deste trabalho. Nele, pude falar um pouco e compartilhar, por meio da música, sobre minhas vivências e conhecimentos como mulher negra e favelada. Nos meus trabalhos acho importante promover o autoconhecimento, aceitação e a liberdade das mulheres em se posicionar, se amar como são e ser o que elas querem ser”, contou. 

Em janeiro de 2021, Kamy realizou uma live em casa com as músicas do novo trabalho para o festival “Que boca na cena”. E em março, lançou um vídeo com coreografia da música “Confessa”, que teve parceria do Galpão Bela Maré e da marca de roupas Recusa. 

Agora, Kamy pretende focar em outros clipes e, às quartas-feiras, em seu canal no Youtube e no Instagram (@kamymonaa), tem lançado covers de diversas artistas, como Rihanna e Anitta. “Meu último vídeo postado foi o ‘Girl From Rio’, da Anitta, que gravei no Piscinão de Ramos. Também já fiz um cover da música ‘Yeah I said’, da Rihanna. Quero continuar nesse ritmo e focar na parte visual do meu EP, que também é importante”, concluiu. 

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Entenda o Projeto de Lei que equipara aborto em casos de estupro a homicídio 

O Projeto de Lei 1904/2024, chamado de “PL da Gravidez Infantil” ou “PL do Aborto”, equipara o aborto após a 22ª semana de gestação ao crime de homicídio, criminalizando mulheres e profissionais de saúde envolvidos no procedimento.

Operação da Polícia Civil é marcada por intenso tiroteio e correria em três favelas da Maré

O Maré de Notícias recebeu vídeos que mostram mães correndo e procurando se proteger dos disparos abraçadas a seus filhos por causa do horário de saída do período matutino