Estado do Rio se aproxima da marca de 26 mil mortos por covid-19 e meio milhão de casos

Data:

Até o momento, são 25.617 óbitos e 439.345 casos confirmados no RJ

Por Edu Carvalho em 05/01/2020 às 11h45

Editado por Andressa Cabral Botelho

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) informou por meio de um boletim os números registrados até a última segunda-feira, dia 04, sobre o novo coronavírus. São 439.345 casos confirmados e 25.617 óbitos por covid-19 no estado. Há ainda 498 óbitos em investigação e 2.492 foram descartados. Entre os casos confirmados, 408.905 pacientes se recuperaram da doença.

A SES esclarece que, devido aos feriados de Natal e Ano Novo, existe uma defasagem nas notificações de casos e óbitos e, em alguns casos, há necessidade de se aguardar a confirmação da causa da morte, como resultados de exames, por exemplo, para a inclusão do óbito no sistema como confirmado para Covid-19.

Desde o dia 04 de dezembro, foram realizados 19.629 testes de RT-PCR nas quatro unidades abertas pelo estado. O programa é complementar à testagem de RT-PCR, que já vem sendo realizada em unidades municipais de saúde, coordenada pela SES. Do início da pandemia até hoje, já foram realizados mais de 406 mil testes em parceria entre a SES, COSEMS e a Fiocruz.

Para mais informações, acesse o painel de monitoramento de casos no estado do Rio de Janeiro em painel.saude.rj.gov.br.

Segundo o Painel Unificador Covid-19 Nas Favelas, o Conjunto de Favelas da Maré tem 2.449 casos confirmados e 158 mortes.  

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Sementes de Marielle; confira segunda parte da entrevista com Mãe da vereadora

Nessa segunda parte da entrevista, Marinete fala sobre as sementes deixadas por Marielle, do protagonismo de mulheres negras em espaços de poder e a partir do contexto do assassinato da vereadora, como acreditar em justiça.

‘Não há uma política de reparação’, diz Mãe de Marielle sobre vítimas do estado

Além de criticar o Estado e o Judiciário, que, em diversas instâncias, colaboraram pela impunidade do crime, Marinete aproveitou para reforçar o sonho que a família tem: inaugurar, via Instituto, o Centro de Memória e Ancestralidade