Maré promove Congresso Nacional para debater segurança pública

Data:

Evento acontece entre os dias 10 e 12 de agosto com mesas temáticas, intervenções culturais e apresentação de trabalhos

Por Samara Oliveira em 26/05/2022 às 07h. Editado por Edu Carvalho

O Conjunto de Favelas da Maré receberá entre os dias 10 e 12 de agosto o “Congresso Nacional Falando Sobre Segurança Pública na Maré”, ação do projeto “De olho na Maré”, organizado pelo Eixo Direito à Segurança Pública e Acesso à Justiça. O evento acontecerá na Lona Cultural Municipal Herbert Vianna e no Centro de Artes da Maré.

A iniciativa da Redes da Maré tem como objetivo propor um debate ampliado sobre segurança pública promovendo espaços de debates entre profissionais, intelectuais, ativistas, moradores e trabalhadores do território sobre a política de segurança pública no local. 

Além de mesas temáticas e intervenções culturais o Congresso consiste principalmente na apresentação dos trabalhos com os seguintes temas: Produção do espaço urbano, Território, Segurança Pública e Favelas, Desigualdade sócio-racial, acesso à direitos, atendimento, acolhimento e acompanhamento de vítimas de violência, Ampliação do poder de cidadania, controle social e direitos humanos, Capitalismo, racismo e violência policial e Mídia, meios de comunicação e favela. 

Podem se inscrever e submeter trabalhos, moradores da Maré e outras pessoas interessadas no assunto. As inscrições já estão abertas e encerram no próximo dia 10. Para mais informações, acesse o site do Congresso aqui.

A coordenadora do projeto, Camila Barros, reforça a importância da participação popular e do debate ampliado sobre segurança pública no atual momento.

É importante que o debate da segurança pública e seus impactos negativos não estejam mais restritos às instituições de justiça criminal, como os presídios e à polícia. Por isso, o Congresso Falando Sobre Segurança Pública na Maré pretende ser um espaço de reflexão a partir de uma perspectiva contra hegemônica para contribuir na construção de políticas públicas mais democráticas. Sobretudo considerando que estamos em um ano de eleição em que a principal pauta dos setores ultra conservadores é a política de segurança pública de enfrentamento nas favelas e espaços populares.

Camila Barros, coordenadora do projeto.

O Congresso Nacional compõe a segunda etapa do Circuito Falando Sobre Segurança Pública na Maré que contou com ciclos de conversa realizados no início deste mês. Os debates foram sobre as ocupações militarizadas nas favelas, a ideia de pacificação através das UPPs ou programas semelhantes como o Cidade Integrada. 

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Vale a pena ler de novo: 3 matérias sobre o Vacina Maré

No 'Vale a Pena Ler de Novo' desta semana, o Maré de Notícias resgata três matérias sobre a campanha #VacinaMaré, que teve início no fim de julho de 2021 e foi um marco no combate à covid-19 no território