Mortes em favelas do Rio por covid-19 ultrapassam a marca de 5 mil

Passarela da Rocinha com a faixa “fique dentro de casa!”: comunidade é a segunda com mais mortes — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Mortes em favelas do Rio por covid-19 ultrapassam a marca de 5 mil

Dados são compilados pelo iniciativas locais e líderes 

Por Edu Carvalho, em 02/06/2021 às 11h14

E o mês de maio fechou com números nada positivos em relação ao coronavírus nas periferias. Até o dia 31/05, o Painel Unificador das Favelas Covid-19 contabilizava 5.169 mortes, sendo 67,5% dos domicílios mapeados apenas no município do Rio de Janeiro. 

O número de óbitos registrados nas 287 avaliadas pelo projeto é superior a 165 países inteiros, segundo ranking da Universidade John Hopkins. Estes territórios registram mais de 63 mil casos de infecção.

Cabe lembra que o Conjunto de Favelas da Maré ainda figura como 1º lugar nos registros de óbitos e casos. Ao todo, são 4940 casos e 277 mortes no território. Na lista, a ordem com principais pontos de infecção e óbitos estão Rocinha, Alemão, Fazenda Coqueiro e Complexo do Lins.

Estes são dados compilados a partir do Painel, realizado por mídias comunitárias e líderes locais, com base também nos panoramas feitos pela Prefeitura e Governo do Rio. A iniciativa demanda que o poder público agilize o auxílio emergencial, vacinas, testes, e comida para a população mais vulnerável. 

Para mais informações, siga o Painel no Facebook e conheça a campanha Vacina Pra Favela, Já

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *