Mulheres debatem desenvolvimento sustentável e consumo

Data:

Apesar de terem o potencial decidir sobre o consumo das famílias, mulheres não têm as mesmas oportunidades profissionais e de acesso ao crédito que os homens

Em 17/11/2018 – Por Karen Garcia

Sob a mediação da jornalista Sônia Bridi, Denise Hills, head de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco; Mônica Guerra, mestre em planejamento e gestão urbana; e Rachel Biderman, diretora-executiva do World Resources Institute Brasil, compartilharam suas perspectivas sobre a participação das mulheres na sustentabilidade do planeta no Diálogo “Só há desenvolvimento sustentável com o protagonismo das mulheres”, realizado no primeiro dia da programação do WOW – Festival Mulheres do Mundo.

As especialistas comentaram sobre as estatísticas que apontam que a humanidade consome mais do que o planeta é capaz de produzir. Também conversaram sobre os grandes desafios climáticos, que, apesar dos esforços globais, ainda exigem “uma visão de urgência”.

Para as participantes, a transição desta mentalidade depende da participação ativa das mulheres, uma vez que possuem grande potencial de decisão no consumo das famílias. Constataram ainda que, apesar da participação nas decisões microeconômicas, os desafios no mercado de trabalho e a restrição de acesso ao crédito para as mulheres impedem seu protagonismo.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Povo negro resiste frente às estruturas de discriminação racial 

Racismo institucional é alimentado pela falta de reconhecimento do racismo estrutural, pela sub-representação de pessoas negras em cargos de liderança e pelo apagamento da contribuição e identidade negra na história e na cultura

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz