Pedágio da Linha Amarela volta a ser cobrado nesta sexta-feira

Data:

A partir de meia noite do dia 09 de abril será cobrado R$4 de tarifa para fazer a travessia na via expressa

Por Andressa Cabral Botelho, em 08/04/2021 às 18h15

A partir de meia noite desta sexta-feira (09), o pedágio da Linha Amarela voltará a ser cobrado. A Lamsa, concessionária responsável pela administração da via expressa, informou que aceitou a proposta de acordo enviada na última segunda-feira pelo presidente do STF, o ministro Luiz Fux. Em audiência de conciliação entre a Prefeitura e a Lamsa no STF, foi definida a tarifa temporária de R$4, com validade de 90 dias.

A prefeitura do Rio defendia a redução do valor da cobrança, que era de R$7,50 em cada sentido. Durante a reunião, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, apresentou estudos que apontam que a cobrança de R$2 a R$3 é suficiente para garantir a operação da via e dar retorno financeiro à concessionária.

Em outubro de 2019, o então prefeito Marcelo Crivella anunciou o cancelamento da concessão e no mês seguinte, equipes da prefeitura removeram as cancelas das cabines de cobrança de pedágio com retroescavadeiras, o que a Lamsa considerou, em nota emitida na época, um “ato de abuso extremo de autoridade, sem precedentes na história e sem amparo jurídico”. Na época, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) conseguiu suspender a lei de anulação da concessão da Linha Amarela, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou que a prefeitura do Rio suspendesse a cobrança. Apenas após a saída de Crivella que as negociações entre prefeitura e Lamsa retornaram.

A Linha Amarela é uma via expressa importante na cidade do Rio e uma das que corta a Maré.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Rio2C encerra encontro com representatividade mareense

Raphael Vicente, Dj Renan Valle, Geisa Lino foram alguns dos mareenses presentes no maior encontro de criatividade da América Latina