Prefeitura lança programa Aprendiz Cultural para oferecer renda e formação a jovens cariocas

A jovem Maíra Azevedo, no Centro da Música Carioca Artur da Távola – Gui Espíndola / Prefeitura do Rio

Prefeitura lança programa Aprendiz Cultural para oferecer renda e formação a jovens cariocas

Por Redação, 23/06/2021 às 12h15

O programa Aprendiz Cultural está sendo lançado nesta quarta-feira (23/06) para oferecer renda e formação a cariocas de 18 a 24 anos. A iniciativa, inédita na cidade, dará bolsa-auxílio mensal de R$ 800 e vale-transporte a quem fizer os cursos de preparação que serão ministrados em equipamentos culturais do município. Ao longo de três anos serão oferecidas 500 vagas, iniciando a partir de outubro, mas a meta é capacitar também cinco mil futuros profissionais para o setor de forma virtual, até 2024.

Durante 12 meses, haverá aulas práticas e teóricas sobre técnicas de luz e som e gestão de equipamentos. O público-alvo é formado por jovens sem emprego formal ativo e que não tenham concluído o ensino médio. Para participar é preciso ser residente da cidade do Rio, preferencialmente em periferias, favelas e subúrbios ou estar em situação de vulnerabilidade social.

No começo de julho, a Secretaria Municipal de Cultura apresentará o projeto a organizações da sociedade civil e, na segunda quinzena do mês, será lançado o edital para escolha do grupo que executará o programa. O passo a passo será divulgado no site rio.rj.gov.br/web/smc/.

– Na Cultura, ninguém fica para trás, muito menos os jovens. Será um ano de aprendizagem nas áreas de luz, som e etc, para depois eles estarem preparados para trabalharem em grandes eventos. A cultura não é só para artistas – ressalta o secretário de Cultura da cidade do Rio, Marcus Faustini, que vem percorrendo bairros do subúrbio carioca junto com agentes culturais locais para dialogar sobre as mudanças necessárias nas políticas de cultura que sejam mais democráticas e inovadoras, recolocando o Rio como uma das capitais de cultura do país.

Desemprego entre os jovens cresceu na pandemia

Os jovens estão entre aqueles que mais sentiram os efeitos da pandemia sobre suas vidas. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) sobre Mercado de Trabalho – Conjuntura e Análise, os jovens de 15 a 29 anos são 13% a mais em relação à taxa de desemprego.

– A cultura carioca, além de ser um celeiro de artistas, é também um caminho de profissionalização para a juventude. O carnaval, por exemplo, além do desfile, possui diversos profissionais que trabalham para dar vida ao longo do ano à maior festa cultural carioca. Operar som, luz e fazer gestão cultural são algumas das formações profissionais possíveis – explica Faustini.

Calendário do programa

1ª semana de julho: seminário online para organizações da sociedade civil conhecerem o programa;

2ª quinzena de julho: lançamento do edital para escolha de organização da sociedade civil que executará o programa “Aprendiz cultural”;

Agosto/setembro: escolha da organização da sociedade civil;

Outubro: início do projeto

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

1 Comment

  • Quero muito um oportunidades nesse curso cultural

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.