Professores da rede municipal fazem greve contra retorno das aulas presenciais

Professores da rede municipal fazem greve contra retorno das aulas presenciais

Retorno está previsto para dia 8 de fevereiro

Por Edu Carvalho, em 01/02/2021 às 15h

Em assembleia on-line, professores da rede municipal do Rio de Janeiro decidiram entrar em greve contra o retorno às aulas presenciais. A votação, realizada na tarde do último sábado, 30, terminou com aprovação de 84,5% dos 707 participantes pela permanência apenas do ensino à distância por conta da pandemia de Covid-19.

Robson Mafra/Estadão Conteúdo

Ficou acordado ainda que os profissionais não comparecerão para o trabalho presencial na escola. Na votação, por unanimidade, exigiram à prefeitura o fornecimento de cartões alimentação para os alunos matriculados. Visando à melhoria do aprendizado dos alunos de maneira remota durante a pandemia, a categoria ainda pede por equipamentos eletrônicos, uma plataforma virtual pública e pacotes gratuitos de dados para profissionais e estudantes.

O calendário da rede municipal da capital prevê a volta às aulas no dia 8 de fevereiro, de maneira remota, e no dia 24 de forma presencial e opcional para alunos da pré-escola até o 2º ano. De acordo com o plano divulgado pela Prefeitura do Rio ao longo desta semana, estão sendo feitas avaliações nas unidades para atestar quais têm capacidade já neste momento de se adaptarem às novas regras para evitar a propagação do vírus no ambiente escolar. Na sexta-feira, o secretário municipal de educação, Renan Ferreirinha, demonstrou na escola Municipal Pereira Passos, no Rio Comprido, parte das adaptações.

Edu Carvalho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *