Programação de férias aberta ao público na Maré; Confira!

Data:

A programação do Bela Verão 2024 é elaborada para oferecer uma variedade de eventos, desde leituras e oficinas até exposições e ações poéticas, além do tradicional banho de piscina e mangueira

Início do ano é o famoso mês das férias escolares, de recesso e de descanso. Reponsáveis das criançadas que estão descansando das aulas costumam se perguntar o que fazer para ocupar o tempo livre durante esse período. O Maré de Notícias traz uma dica de programação para todas as idades: O Bela Verão 2024.

Realizado pelo Observatório de Favelas, através do Galpão Bela Maré, as atividades incluem experiências culturais, artísticas e poéticas. As atividades acontecem, de forma gratuita, a partir do dia 6 de janeiro no Bela Maré e a classificação é livre.

A programação do Bela Verão 2024 é elaborada para oferecer uma variedade de eventos, desde leituras e oficinas até exposições e ações poéticas, além do tradicional banho de piscina e mangueira. A diversidade de atividades tem como objetivo proporcionar uma experiência divertida durante o período de férias escolares.

A coordenadora do Galpão Bela Maré, Anna Luísa Oliveira, revela que a programação deste ano contará com oficinas de criação de instrumentos e experimentações musicais, com participação de Fábio Mukanya e do projeto Miscelânea Black.

“Vamos começar o ano de 2024 no Galpão Bela Maré com o programa Bela Verão, esse é um momento de celebração da estação mais quente do ano, onde pretendemos unir refrescância, artes visuais e musicalidades. “

Além disso, Ana destaca a abertura da exposição ‘Na cabaça estão todas as mirongas’, do artista visual Ismael David com curadoria de Ana V, que conta com obras de artes onde as crianças poderão tocar, brincar e se integrar:

“É na Cabaça onde estão todas as mirongas, ou seja, os segredos, e é a partir dela que propomos uma série de atividades artísticas pedagógicas e curatoriais em celebração às infâncias, em confluência com a musicalidade afro-brasileira e indígena. Com muita água, música e artes, convidamos a todas as pessoas, em especial as crianças para estarem com a gente, entre janeiro e fevereiro. São 18 ações diversas, entre elas destacamos a exposição. Fique de olho em nossas redes sociais!”, convida Anna Luisa.

Confira a programação:

  • Leitura e Contação: “Olelê Uma Cantiga da África” (06/01 às 15h):

Uma viagem encantadora pela tradição oral africana, compartilhando histórias e cantigas que celebram a riqueza cultural do continente.

  • Oficina de Musicalidades Indígenas e Seus Instrumentos (06/01 às 16h):

Explore os ecos ancestrais em uma oficina que mergulha nos sons e ritmos das culturas indígenas, destacando instrumentos e melodias únicas.

  • Oficina de Slammer e Criação de Versos (12/01 às 14h):

Uma imersão no universo do slam, onde a palavra ganha vida. Participe para expressar emoções e pensamentos por meio da poesia falada.

  • Exposição “Na Cabaça Estão Todas as Mirongas” de Ismael David (20/01 às 14h):

Admire as mirongas representadas nas obras de Ismael David, em uma exposição que promete ser uma viagem visual pelas narrativas contidas nas cabaças.

  • Ação Poética: Banho de Piscina e Mangueira (20/01 às 11h):

Refresque-se em uma poesia aquática, celebrando o verão com uma ação poética que envolve piscina, mangueira e muita criatividade.

  • Oficina Sinfonia do Cotidiano, Brincando com os Sons (17/01 às 15h):

Uma jornada sonora através dos sons do cotidiano, transformando o ordinário em extraordinário por meio de brincadeiras e experimentações musicais.

  • Ação Poética: Minue – Amarelinha Africana e Terra ou Mar? (24/01 às 15h):

Participe de uma amarelinha africana e faça escolhas difíceis entre terra e mar, em uma ação poética que mistura brincadeira e reflexão.

  • Oficina Aquarela Invisível (24/01 às 16h):

Descubra a magia de criar com aquarelas invisíveis, uma oficina que estimula a imaginação e a expressão artística de forma única.

  • Oficina de Discotecagem com Controladora (27/01 às 15h):

Entre no mundo da música eletrônica com uma oficina de discotecagem, utilizando controladoras para criar sua própria trilha sonora.

Galpão Bela Maré fica situado na Rua Bittencourt Sampaio, 169, Maré. Entrada gratuita

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Povo negro resiste frente às estruturas de discriminação racial 

Racismo institucional é alimentado pela falta de reconhecimento do racismo estrutural, pela sub-representação de pessoas negras em cargos de liderança e pelo apagamento da contribuição e identidade negra na história e na cultura

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz