Rafa Ramos, o ‘chef’ da Maré no ‘Mestre do Sabor’

Data:

‘Depois do Túnel Rebouças existe um mundo’ , conta o mareense participante do programa ‘Mestre do Sabor’  da TV Globo

Por Amanda Pinheiro em 23/05/2021 às 07h

Soldador, militar da aeronáutica e segurança do metrô. Essas foram uma das profissões que Rafa Ramos, competidor no programa “Mestre do Sabor”, da TV Globo, passou até se encontrar definitivamente com a cozinha. Neto de José Ramos, um dos fundadores do Parque União, na Maré, o chef nasceu e foi criado na mesma localidade, onde morou até os 18 anos de idade. 

Curioso, o integrante do time de Léo Paixão contou que desde criança já ajudava a mãe na cozinha, quando ela o colocava para lavar a louça: “a vontade de cozinhar surgiu com a minha mãe. Ela sempre foi uma cozinheira muito boa, era dona de casa, já tinha trabalhado em restaurante. Então fui pegando a prática com ela. Na verdade, ela me botava para lavar louça e eu adquiri habilidade. Que eu me lembre, cozinho desde os dez anos de idade”.

O chef, que hoje é dono do delivery Azzul Colab, em Laranjeiras, zona sul do Rio, afirmou que apesar de ter passado por diversas profissões antes de ter seu próprio restaurante, sempre teve o apoio da família. “Acho que a maior preocupação deles era eu ter um salário, uma ocupação e não ficar desempregado. Mas antes eu já fui um pouco de tudo, vendi salgadinho, trabalhei em mercado, depois fui militar da aeronáutica, saí e trabalhei como soldador, segurança do metrô, só então parei na cozinha”.

Ao receber o convite para participar da terceira temporada do “Mestre do Sabor”,  Rafa diz que ficou desconfiado, mas aceitou imediatamente. “ Foi o acontecimento da minha carreira. No início, achei que não era verdade. Quando me convidaram demorei a acreditar e depois de algumas semanas a ficha caiu. Eu nunca tive pretensão de me inscrever em reality show, mas sempre disse que se eu fosse convidado, aceitaria. Tem sido muito gostoso, de muita importância para a minha carreira e vida pessoal. Um desafio novo, principalmente por estar ao lado de tanto cozinheiro bom.”

Ao entrar no programa, uma das primeiras coisas que Rafa ressaltou é que é nascido e criado na Maré. Ele acredita que sua presença na televisão pode incentivar muitos moradores de favela que têm um sonho. “Eu fiz questão de falar que sou do Conjunto de Favelas da Maré para que o mundo veja que tem gente de bem ali, pessoas trabalhadoras com sonhos, objetivos, com dinheiro, vontade de crescer, de dar um futuro melhor para a sua família. Então me sinto representando essas pessoas. Acho que o mais incrível é romper as barreiras e fazer a galera acreditar e ver que depois do Túnel Rebouças existe um mundo, porque na maioria das vezes as pessoas acham que só existe zona sul”, concluiu o chef que  apostou na costela com batata e agrião para entrar para o time de Leo Paixão.

Após quase desistir de cozinhar, Rafa Ramos aposta em churrasco para entrar  no 'Mestre do Sabor' | 2021 | Gshow
Foto: Divulgação TV Globo

Na última quinta-feira, 27, Rafa foi eliminado do programa. O chef saiu na fase “Sob Pressão” após fazer um pâte à choux e um nhoque à parisiense. Foi a primeira vez no programa que ouve discordância dos jurados em relação a escolha. Pedro Barbosa não apresentou um nhoque, conforme pedido na prova, e fez um purê de batata doce. Com isso, isso levou o voto de Leo Paixão e, inicialmente, da Kátia Barbosa como pior prato da noite. No entanto, com a mudança no voto de Katia, Rafa deixou o programa.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Rio2C encerra encontro com representatividade mareense

Raphael Vicente, Dj Renan Valle, Geisa Lino foram alguns dos mareenses presentes no maior encontro de criatividade da América Latina