Estado do Rio permanece em bandeira amarela

Mapa de Risco da Covid-19. Foto: Secretaria de Estado de Saúde

Estado do Rio permanece em bandeira amarela

Mapa de risco da covid-19 mostra baixo risco em oito das nove regiões do estado

Por Hélio Euclides, em 15/02/2021 às 15h30
Editado por Andressa Cabral Botelho

A medida de cancelamento de atividades no carnaval 2021 é para minimizar o risco  de transmissão na pandemia no estado do Rio. Segundo a 17ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, oito regiões encontram-se em bandeira amarela: Baía da Ilha Grande, Médio Paraíba, Centro-Sul, Metropolitana I, Metropolitana II, Serrana, Baixada Litorânea e Norte. Apenas a Região Noroeste permanece na bandeira laranja, com risco moderado. 

A análise compara a semana epidemiológica 04, que vai de 24 a 30 de janeiro, com a 02, de 10 a 16 de janeiro de 2021. Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa, de risco muito alto, vermelha, de risco alto, laranja, de risco moderado, amarela de risco baixo e verde, com risco muito baixo.

O Rio de Janeiro apresentou uma redução de 44% do número de óbitos e de 45% no número de casos de internações por síndrome respiratória aguda grave na comparação do período analisado. As taxas de ocupação de leitos no estado se mantiveram baixas. No último levantamento, apresentado na sexta-feira de carnaval, 12 de fevereiro, esse índice estava em 60,7% para leitos de UTI e em 43,2% para leitos de enfermaria. Os resultados dos indicadores devem auxiliar na tomada de decisão dos gestores públicos, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Pela quarta semana consecutiva, a cidade do Rio de Janeiro encontra-se no status de alto risco de contágio para a covid-19. A cidade é a que possui o maior número de casos e mortes do estado, com mais de 195,3 mil casos e quase 18 mil mortes pela doença. 

A distribuição da vacina

Para o enfrentamento do coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informa que até o momento recebeu do Ministério da Saúde (MS) 1.040.320 doses da vacina contra a covid-19, sendo 855.320 da CorovaVac e 185 mil da Oxford/AstraZeneca. Vânia Correia, moradora da Vila dos Pinheiros, tomou a vacina e afirma que o sentimento é de alívio e esperança que logo tudo voltará ao normal. “A vacina me trouxe esperança que logo poderemos nos abraçar e voltar a ter uma vida normal, se Deus quiser. Não vejo a hora que todos tomem a vacina”, diz. 

Até o momento, foram entregues 842.890 doses aos 92 municípios. Dessas, 242.060 foram destinadas à segunda dose da CoronaVac, para atender a população que recebeu as doses enviadas no primeiro lote, a partir do dia 20 de janeiro. O balanço da vacinação é atualizado diariamente e pode ser acompanhado pelo Portal Covid: http://vacinacaocovid19.saude.rj.gov.br/vacinometro

Na cidade do Rio 249.846 pessoas foram vacinadas na cidade até o dia 14 de fevereiro. Entretanto, conforme foi informado pelo prefeito Eduardo Paes (DEM), a cidade só tem doses suficientes até terça-feira, dia 16 de fevereiro, quando pessoas de 83 anos serão vacinadas. A previsão é que novas doses do imunizante do Instituto Butantan cheguem à cidade na próxima semana e que a vacinação retorne imediatamente.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Andressa Cabral Botelho

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.