‘Eu amo minha rua’

Rua da Maré – Foto: Matheus Affonso

‘Eu amo minha rua’

A valorização do local onde se encontra o individual e o coletivo se encontram

Maré de Notícias #130 – novembro de 2021

Por Hélio Euclides

“Nasci na Rua da Praia/ que de praia não tem nada/ é chão de terra batida/ e muito menos calçada/ Era barraco de madeira/ vala e palafita a minha morada. Esse é o refrão da música que retrata a infância de Roberto Felinto, conhecido como Pacol, compositor e cantor, morador da Vila dos Pinheiros. Ao escrever a letra de Rua da Praia, o autor presta uma homenagem à rua na qual deu seus primeiros passos, aprendeu a brincar e depois, a lidar com as dificuldades. Esse pertencimento ao lugar onde se nasceu e cresceu é a característica de muitos mareenses que não esquecem o lugar de onde vieram ao mundo. 

Até os anos 1980, muitos logradouros da Maré eram conhecidos apenas por números e letras. Em 1985, a Associação de Moradores de Nova Holanda liderou uma campanha para que cada rua ganhasse nome, levando em conta a identidade local. Este ano, mais seis ruas, num espaço ao lado da Divisão da Comlurb, foram nomeadas. Esta ação, idealizada pelo projeto Minha História, Minha Rua: O Direito ao Endereço da População da Maré, contou com a parceria com os moradores da Praia de Ramos, de Roquete Pinto, da Vila dos Pinheiros e da Baixa do Sapateiro. 

Outro movimento que envolveu o nome das ruas foi divulgado na edição 64, do Maré de Notícias de julho de 2015, com a chamada Nossas Ruas Reconhecidas. O texto mostrava os procedimentos para a regulamentação dos logradouros e afirmava que as ruas que tinham nomes repetidos seriam rebatizadas. 

Amanda Ventura, moradora da Nova Holanda, participou da primeira reunião da Secretaria Municipal de Urbanismo para o processo de troca de nome das ruas da favela. “No início não gostei da proposta, assim como moradores antigos que diziam que os nomes eram significativos, mas depois compreendi e me engajei na mobilização. Bati de porta em porta levando três nomes para a escolha. Mas ficamos sem receber uma resposta sobre o resultado final”, diz.

Moradores reclamam que surgiram problemas com a mudança nos nomes das ruas da Nova Holanda. Segundo Amanda Baroni, a Prefeitura mudou automaticamente o endereço no seu alvará, divergindo do CNPJ. “Tive que mudar o meu endereço para o de um familiar em outro bairro, para tentar resolver. Antes já existia incompatibilidade de CEP: tem lugar que é Rua Um e em outros, Rua São Luiz”, conta. 

A importância de uma rua

Becos, travessas, ruas – não importa o tamanho da via: o valor é o mesmo para o morador. A Rua Teixeira Ribeiro, no Parque Maré, é um polo do comércio na Maré, mas para Adriana Sena é mais do que isso: é onde fica sua casa. “Morar na Teixeira é ir do céu ao inferno. Temos um excelente comércio e nossa querida feira. Porém, convivemos com esse movimento diariamente, muito barulho. Também é necessário desobstruir as calçadas, pois infelizmente o comércio se apropria de todas e o pedestre acaba sendo obrigado a andar pelo meio da rua”, diz. 

A lei federal nº 6.454, de 1977, só permite que pessoas que já morreram nomeiem vias públicas. Mas Marcílio Dias foge à regra e tem ruas com nomes de pessoas vivas: é o caso da Doutora Maria Cristina de Sá e do ex-presidente José Sarney. “Alguns nomes foram dados por moradores que, em sua maioria, já morreram ou se mudaram. Porém, há ruas que trazem memória, como a Rua João de Barro, que homenageia o projeto de construção de casas populares por meio de mutirão na favela. Também temos a religiosidade, com muitos nomes de santos, mas vale ressaltar a cultura nordestina, com a Rua Luiz Gonzaga”, destaca Walmyr Junior, professor, militante do Movimento Negro Unificado e presidente da Associação de Moradores de Marcílio Dias.

Na Vila do João, a associação de moradores criou um projeto de mobilidade para a Rua Catorze: os Controladores de Trânsito. “No começo, os moradores achavam que era palhaçada, hoje falam que é maravilha. Nessa rua há muitas lojas e um bom número de ambulantes, o que provoca um grande volume de carros estacionados. Era impossível transitar de carro. Agora, há quatro moradores que indicam o campo como local para estacionar e direcionam a descarga de mercadorias. Cuidamos da rua, que agora tem um fluxo correto”, explica Valtemir Messias, conhecido como Índio, presidente da Associação de Moradores da Vila do João.

Mudança de nomes 

A Secretaria Municipal de Habitação informou que diversas áreas da Maré já foram contempladas com o reconhecimento de logradouro. Entre elas: Baixa do Sapateiro, Nova Maré, Praia de Ramos, Parque União, Nova Holanda, Vila do João, Parque Rubens Vaz, Morro do Timbau e Bento Ribeiro Dantas. Segundo a pasta, as localidades de Parque Roquete Pinto e Parque Maré estão com o processo em andamento.

A SMH lembra que, ainda que não tenha ingerência sobre o procedimento de atribuição de CEP (essa é uma responsabilidade dos Correios), aciona a instituição com regularidade a fim de que o processo seja agilizado. A pasta ainda informou que, a partir do reconhecimento do logradouro e da definição do CEP da via, os moradores terão, entre outros benefícios, a possibilidade de receber correspondências e entregas diretamente em suas residências.

A Secretaria Municipal de Planejamento Urbano informou que desenvolve o trabalho de reconhecimento dos logradouros com a oficialização da sua nomenclatura, na cidade do Rio de Janeiro. Segundo ela, a Comissão Carioca de Logradouros e Equipamentos Públicos, que reúne representantes de órgãos municipais sob a coordenação da SMPU, realiza parte importante do processo, garantindo a definição de nomes que sejam únicos na cidade e que farão parte do conteúdo histórico do município.

Algumas ruas da Maré e suas origens

Rua Teixeira Ribeiro: homenagem a João Teixeira Ribeiro Junior, que iniciou a urbanização e o loteamento de Bonsucesso.

Rua Oliveira: tem duas versões: a presença de uma grande árvore que existia na Baixa do Sapateiro e uma homenagem a um antigo comerciante chamado Oliveira. 

Manoel Falcão A. Maranhão: a antiga Rua Quatro do Conjunto Esperança teve o nome mudado para homenagear um brigadeiro da Aeronáutica. 

Gerson Ferreira: sargento, telegrafista e filho do engenheiro que urbanizou o bairro de Ramos.

Ary Leão: delegado que circulava pelo Parque União.

Praia de Inhaúma: foi o grande Porto de Inhaúma. 

Dom Eugênio Salles: cardeal que atuou com a Pastoral de Favelas em Marcílio Dias.

Guilherme Maxwell: engenheiro e dono de propriedades em Bonsucesso, onde ajudou no batismo de várias ruas.

Largo IV Centenário: antiga Rua União da Baixa do Sapateiro, teve o nome mudado para homenagear os 400 anos da cidade do Rio de Janeiro.

Ruas da Nova Holanda com mudanças:

Logradouro(na forma antiga)Nome oficializado pela Prefeitura
Rua 15 de JaneiroRua Elizabeth Valério de Souza
Rua 25 de DezembroRua Valdeley Gomes Barcelos
Rua 29 de janeiroRua Paulo Henrique de Oliveira da Silva
Rua AimoréRua Aimoré de Nova Holanda
Rua Américo de OliveiraRua Joaquim Marques de Oliveira
Rua Carlos LacerdaRua Francisco José Jorge
Rua Carmelita CustodioRua Carmelita Custodio de Nova Holanda
Rua da ConquistaRua da Conquista de Nova Holanda
Rua das MaravilhasRua das Maravilhas de Nova Holanda
Rua das RosasRua Carlos Alexandre Lopes da Silva
Rua Denílson de SouzaRua Eugenio Guedes de Santana
Rua do CampoRua Rosemberg Martins do Espírito Santo
Rua do CanalRua do Canal de Nova Holanda
Rua do Miolo Rua Milton de Jesus Militão
Rua do ProgressoRua Valdete Ribeiro de Souza
Rua dos LíriosRua Ezequiel Francisco de Araújo (fotógrafo)
Rua Eletricista José RamosRua Eletricista José Ramos de Nova Holanda
Rua EsperançaRua Esperança de Nova Holanda
Rua Ivete VargasRua Eli Junior Fidelis dos Santos
Rua Joao SeverinoRua Zaira Moreira de Souza
Rua Jorge LuizRua Cláudio Felippe
Rua José CaetanoRua Carlos Norberto de Andrade
Rua José CarlosRua José Carlos de Nova Holanda
Rua Jucelino CaetanoRua Jucelino Caetano de Nova Holanda
Rua Leonardo MorenoRua José Clementino dos Santos (Moreno)
Rua Manoel GarrinchaRua Jogadores de Nova Holanda
Rua Marcelo MachadoRua Marcelo Machado de Nova Holanda
Rua Otaviano FranciscoRua Otaviano Francisco da Silva
Rua SafiraRua Anastácio Avelino dos Santos
Rua Santa RitaRua Cicero Emídio de Oliveira
Rua São GerônimoRua Leonardo Perilho dos Santos
Rua São LuizRua Luiz Pedro da Silva
Rua São SebastiãoRua José Alexandrino da Silva
Rua Sofia AzevedoRua Luiz Gonzaga Manso
Rua Tancredo NevesRua das Palafitas
Travessa do CampoTravessa Edmilson Felix Moreira

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionar Ctrl + Enter.

Hélio Euclides

Artigos relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Nossos editores são notificados.