Hora do Blec: conheça o desenho com protagonismo negro criado a partir dos ODS da ONU

Data:

Desenho com clipes musicais que já alcançam mais de 70 países estão disponíveis no Youtube e demais plataformas de streamings

Reportagem de Bruno Sousa originalmente publicada no Jornal Meia Hora através do PerifaConnection

No cenário contemporâneo, onde a educação e a conscientização são cruciais, surge “Hora do Blec”, um desenho animado que vai além do entretenimento infantil. Criado em 2020 pelo casal de atores Yasmin Garcez e David Junior, o desenho conta a história de Blec, seus amigos e familiares, destacando valores fundamentais enquanto promove uma abordagem educacional e inclusiva.

A COP28, que encerrou no último dia 12 de dezembro, ressalta a urgência de abordar questões sociais e ambientais — temas que são tratados nos clipes do desenho “Hora do Blec”. Os valores humanitários abordados na ilustração estão alinhados com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Clipes como “Mãe terra”, “Macarrão do Papai” e “Abelhinhas” são inspirados nas ODS 15, 05 e 02, que falam sobre uso sustentável do ecossistema, igualdade de gênero, fim da fome e insegurança alimentar. O Blec, icônico protagonista negro, inspira as crianças a agir por um mundo mais justo e sustentável desde cedo.

Yasmin Garcez, lembra que já sonhava com um desenho com protagonismo negro desde 2016, e esse projeto se materializou como Hora do Blec após seu casamento com David. Ao refletir sobre o impacto educacional e de conscientização que o desenho pode ter nas crianças, ela enfatiza: ” O desenho é uma revolução em si. Se acostumarmos as próximas gerações com diversidade e com a pluralidade cultural, estaremos contribuindo naturalmente para o fim do racismo e de outras opressões sociais. Ampliar referências é ampliar o diálogo. E ampliar o diálogo é diminuir preconceitos.”

Além disso, a adaptação do desenho para o teatro amplia seu alcance, proporcionando uma experiência interativa que reforça os valores transmitidos na animação. A diversidade é um elemento-chave, com personagens multiétnicos e representatividade negra, construindo uma narrativa que celebra a pluralidade, introduz conceitos de sustentabilidade, respeito à natureza, valorização da diversidade e incentiva o empoderamento desde a infância.

O protagonismo negro de Blec e sua relação com o cabelo afro através do talismã simbolizam uma mensagem positiva sobre identidade e representatividade.

Diante dos desafios sociais e ambientais, “Hora do Blec” se destaca como uma ferramenta educacional eficaz, construindo um novo paradigma de heroísmo infantil. O desenho reforça a ideia de que cada criança pode ser um herói em sua vida cotidiana, enfrentando o individualismo e contribuindo para um mundo mais harmonioso.

Assim, “Hora do Blec” ganhou o público e passou a ser usados em materiais de educação antirracista nas escolas se consolidando não apenas como um desenho, mas uma iniciativa inspiradora que desafia as normas tradicionais do heroísmo, empoderando as crianças a serem agentes de mudança em um mundo que tanto necessita de valores sólidos e inclusivos.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Povo negro resiste frente às estruturas de discriminação racial 

Racismo institucional é alimentado pela falta de reconhecimento do racismo estrutural, pela sub-representação de pessoas negras em cargos de liderança e pelo apagamento da contribuição e identidade negra na história e na cultura

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz