Marcílio Dias no Bairro Maravilha

Data:

Obra promete urbanização de área conhecida como favelinha

Hélio Euclides

Nesta quinta-feira (06/04) foi lançado o programa Bairro Maravilha em Marcílio Dias. A obra promete levar a uma área conhecida como favelinha, revitalização, infraestrutura, urbanização, saneamento básico, canalização de água, pavimentação e drenagem com galerias e ralos. O projeto da Prefeitura deve ter custo de pouco mais de R$ 10 milhões, com previsão de 540 dias para finalização e contempla 20 ruas.

Estiveram na cerimônia diversos representantes da Prefeitura, além de políticos, como o vereador Celso Costa, a deputada federal Laura Carneiro e o deputado estadual Rafael Nobre. A execução será fiscalizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e a Coordenadoria Geral de Obras fica como órgão responsável. A empresa que fará as intervenções será a Construverde. “É formidável que a Prefeitura esteja com um olhar diferenciado para as comunidades, hoje trazendo essa obra para Marcílio Dias”, diz Marcelo Martins, gerente executivo local da Penha.

Serão três etapas de obra, sendo essa a primeira, que começa na segunda-feira (10/04). A área contemplada é de 21.339,74 metros quadrados. “Essa obra vai trazer benefícios para os moradores. São mais de 30 anos de poucas estruturas e agora com muita luta conseguimos. Por outro lado, ainda vai trazer geração de emprego. Esperamos que outros órgãos públicos possam olhar para nós, para a melhoria do transporte, saúde, escola e creche. Essas são demandas que vou entregar para a Prefeitura”, comenta Ana Cunha, presidente da Associação de Moradores de Marcílio Dias.

Foto: Matheus Affonso | Serão três etapas de obra, sendo essa a primeira, que começa na segunda-feira (10/04). A área contemplada é de 21.339,74 metros quadrados

O professor Walmyr Junior, coordenador da Horta Maria Angu e militante do Movimento Negro Unificado, acredita que a comunidade precisa fiscalizar a intervenção.

“Que a obra seja executada normalmente, dando uma maior estrutura a comunidade. Poderá ser o fim do esgoto a céu aberto e trazendo saneamento a localidade conhecida como favelinha, que sofre com as chuvas, com moradores tendo água na altura da cintura”, afirma o educador.

Ele completa que a promessa de obra vem desde a administração do governo federal de José Sarney. “Historicamente, a favelinha tem origem como local onde os moradores da empresa Kelson’s moravam, que depois teve a ocupação. As casas aumentaram para três andares, mas não ocorreu a pavimentação. Em 1984 foi aprovada uma obra, que não aconteceu até os dias de hoje, trazendo sofrimento para essa população”, conclui. 

Foto: Matheus Affonso | Moradores e sociedade civil organizada estiveram presentes mostraram empolgação com o início das obras

A mesma expectativa ocorreu com Geraldo de Oliveira, fundador e coordenador da Biblioteca Comunitária Nélida Piñon. “Estamos esperançosos por mais de três décadas. Eu cheguei em 1966 aqui e já se falava na melhoria pela população. O Bairro Maravilha é a realização de um sonho. Essa intervenção vai trazer qualidade de vida, saúde e valorização dos imóveis”, afirma. Junior Felix, 40 anos, morador da favelinha e babalorixá, também percebeu a muito tempo a dificuldade da população local. “Acho bacana ocorrer essa obra para uma população que merece e já sofreu muito. A Prefeitura precisa continuar olhando para a comunidade para trazer mais dignidade e alegria aos moradores”, finaliza.

Vejam as ruas que serão contempladas com a primeira etapa do programa Bairro Maravilha:

-Rua Barão de Mauá

-Travessa São Pedro

-Rua José Sarney

-Travessa Vila Lobos

-Rua Doutor Sobral Pinto 

-Avenida Lobo Júnior 

-Travessa São Sebastião 

-Travessa Treze de Maio

-Rua Sem Nome 3

-Rua Dom Eugênio de Araújo Sales

-Rua Dalva de Oliveira

-Rua sem Nome 2

-Rua sem Nome 1

-Travessa Gonzaguinha

-Rua Nossa Senhora da Penha

-Rua Marcílio Dias

-Avenida Kelson’s

-Vieira Kelson’s

-Rua sem Nome 4

-Rua sem Nome 5

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz

Ministra da Saúde faz balanço sobre primeiro ano à frente da pasta e garante prioridade para reconstrução do SUS

Nísia não só resistiu à guerra das fake news – com amplo apoio da comunidade científica brasileira e internacional – como liderou um esforço de resistência (e ciência!) da Fiocruz para combater o coronavírus e salvar vidas na pandemia.