Mareense Lucas Henrique é oficialmente participante do BBB 24

Data:

O competidor foi escolhido por participantes do programa em dinâmica na estreia da edição

É oficial! O Marense Lucas Henrique entrou para a casa mais vigiada do Brasil. Na noite desta segunda-feira (08) durante a estreia do programa, os 18 participantes do Big Brother Brasil escolheram três homens e três mulheres para compor o elenco da 24ª edição do BBB. Lucas foi anunciado pelo xará Lucas Luigi, também carioca, cria da Baixada Fluminense.

Buda, como é mais conhecido pelos amigos, já soma mais de 30 mil seguidores nas redes sociais até o momento desta publicação. O professor é torcedor do Vasco da Gama, casado e “pai de pet”. Capoeirista com trabalhos sociais na ONG Luta Pela Paz aqui na Maré. Amigos e alunos estão na torcida e demonstram apoio nas redes sociais do mais novo BBB. Fãs do reality também tem chamado atenção da semelhança de Lucas com outras personalidades, como o cantor Compadre Washington, vocalista do grupo É o Tchan. 

Viu estas?

Não é a primeira vez que um cria da Maré participa do programa. Na 20ª edição Bianca Andrade, ou Boca Rosa, cria do Parque União, foi uma das participantes do grupo “Camarote”. Na edição 22 foi a vez do DG Silva, cria de Marcílio Dias, integrar o elenco. Além disso, todo ano os seguidores do criador de conteúdo Raphael Vicente, torcem para que ele participe da competição. O influenciador já esteve na casa na 23ª edição, em visita no “Big Day”, atividade que reúne blogueiros para dar uma ‘espiadinha’. Este ano Raphael também brincou nas redes sociais, simulando situações caso estivesse confinado.

Como será o desempenho do Buda no BBB? A Maré agora tem mais um motivo para acompanhar o programa! Além do mareense, Juninho e Michel foram escolhidos entre os homens. Já das mulheres, Thalita, Raquele e Giovanna entraram para a competição.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Povo negro resiste frente às estruturas de discriminação racial 

Racismo institucional é alimentado pela falta de reconhecimento do racismo estrutural, pela sub-representação de pessoas negras em cargos de liderança e pelo apagamento da contribuição e identidade negra na história e na cultura

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz