Moradores da Cidade de Deus planejam novo ato contra morte de mototaxista Marcelo Guimarães

Vítima encaminhava-se para o trabalho após deixar filho em escola de futebol 

Por Edu Carvalho, em 05/01/2021, às 13h40

Editado por Andressa Cabral Botelho

Para a tarde desta terça-feira (05), moradores e familiares de Marcelo Guimarães, de 38 anos, assassinado enquanto estava indo para o trabalho ontem, dia 4, farão um novo protesto por justiça no caso. Marcelo foi baleado por um policial militar, por volta das 8h30 da última segunda-feira, na Avenida Edgar Werneck, na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Em nota, a PM afirma que no momento da morte acontecia um confronto, o que a família desmente. Moradores afirmam ter escutado apenas um disparo, o que teria acertado Marcelo. Um inquérito foi aberto para apurar o caso. 

O ato será realizado próximo ao viaduto da Linha Amarela, na entrada da Cidade de Deus, às 17h. O local é o mesmo onde Marcelo foi baleado e morto. Marcelo deixa a esposa e dois filhos. Antes disso, acontecerá o sepultamento acontece às 15h no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui