Prefeitura anuncia epidemia de dengue e estratégias para combater Aedes Aegypit

Data:

A cidade do Rio enfrenta uma epidemia de dengue, conforme anunciado no Diário Oficial da prefeitura hoje (5). Os números assustam: são mais de 10 mil casos só neste ano. Durante todo o ano de 2023, foram 22.959 casos. 

Para diminuir o número de casos, a prefeitura apresentou um plano de contingência e instituiu estado de emergência de saúde pública para assistência da população e o combate ao Aedes aegypti. Entre as estratégias estão:

  • A criação do Centro de Operações de Emergência (COE-Dengue); 
  • A abertura de dez polos de atendimento para a doença distribuídos por todo o município (o primeiro será inaugurado hoje, em Curicica); 
  • A dedicação de leitos a pacientes com dengue nos hospitais da rede municipal; 
  • O uso de carros fumacê nas regiões com maior incidência de casos e a entrada compulsória em imóveis fechados e abandonados.

População deve chegar junto no combate contra a dengue

Os índices de casos são altos em todo o Brasil, o que ressalta a necessidade de urgência de ações do poder público, mas também da população. Por isso, quando necessário, os cariocas podem solicitar vistorias ou denunciar possíveis focos do mosquito pela Central 1746.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Povo negro resiste frente às estruturas de discriminação racial 

Racismo institucional é alimentado pela falta de reconhecimento do racismo estrutural, pela sub-representação de pessoas negras em cargos de liderança e pelo apagamento da contribuição e identidade negra na história e na cultura

Evento leva atividades pós-carnavalescas gratuitas para Fiocruz

Amanhã, das 10 às 16h, atração musical, atividades externas, oficinas, exposições e teatro dão o tom do “Quero + Folia no Museu”, um evento que vai abrir as portas da FioCruz