Ronda Coronavírus: Após o fim da corrupção, mais corrupção

Uma semana após anúncio do fim da operação Lava Jato, senador é apreendido com dinheiro na cueca

Uma semana após o presidente Jair Bolsonaro ter anunciado que operação Lava Jato acabou porque não há corrupção no Brasil, o senador Chico Rodrigues (DEM), vice-líder do governo no Senado, foi pego nesta quarta-feira (14) com mais R$33 mil na cueca. O delegado encarregado pela operação da Polícia Federal (PF) percebeu um “volume estranho na traseira da roupa do político” durante investigação de desvio de verba destinada ao combate à pandemia da Covid-19 em Boa Vista, capital de Roraima. O parlamentar faz parte da comissão do Congresso Nacional criada para monitorar o uso do dinheiro público no combate à pandemia.

Na investigação da PF que levou até Rodrigues, foi identificada uma fraude no processo de licitação para contratar empresas que atuariam no combate à pandemia para a Secretaria Estadual de Saúde de Roraima (Sesau). A Controladoria Geral da União (CGU) – que também atuou na operação – detectou desvios de cerca de R$ 20 milhões, acarretando em superfaturamento na compra de equipamentos de proteção individual (EPI) e testes rápidos de covid-19.

Na semana anterior, em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente afirmou que deu por encerrada a operação Lava Jato, iniciada em março de 2014, pois em seu governo não existe mais corrupção a ser investigada. Durante a sua campanha política, Bolsonaro teceu elogios à operação, o que o motivou a indicar o juiz Sérgio Moro, que atuava na Lava Jato, a compor o seu grupo de ministros, como Ministro da Justiça e Segurança Pública. O rompimento de Moro em abril dste ano se deu justamente por Bolsonaro tentar interferir politicamente na PF, incluindo na mudança do diretor-geral da corporação responsável pelas operações como a Lava Jato.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou o afastamento do senador por 90 dias. Mas senadores reagiram à decisão  e querem levar o caso ao Conselho de Ética de o Senado. Eles alegam “usurpação de poder”, quando um poder passa por cima de outro. 

Números da covid-19

Enquanto o país lida com os altos e baixos da corrupção, a média móvel de mortes subiu nas últimas 24h, chegando a 510. Apesar de o número apresentar uma queda em comparação há 14 dias, houve um aumento em relação à média de quinta-feira, que foi de 500. Nas últimas 24h foram registradas 754 mortes e 30.914 novos casos de covid-19, de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Desde o início da pandemia foram 5.200.300 casos confirmados e 153.214 mortes.

No Rio de Janeiro foram registrados 289.440 casos e 19.654 mortes por coronavírus, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. A cidade do Rio tem 113.512 pessoas infectadas e 11.582 vítimas fatais pelo vírus. As favelas somam 15.968 casos e 2.064 mortes, entre confirmadas e suspeitas, sendo a Maré com o maior número entre as favelas listadas: 1.838 casos e 156 mortes de acordo com o Painel Unificador das Favelas. Já de acordo com o levantamento feito pela prefeitura, a Maré tem 732 casos confirmados e 126 mortes até esta sexta-feira (16).

Possíveis casos de reinfecção no Brasil

Na última segunda-feira (12), foi notificada o quinto caso de reinfecção pela covid-19 no mundo, como notificado na Ronda Coronavírus de 13 de outubro. Em pesquisa realizada em agosto pela Universidade de São Paulo (USP) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), havia 20 possíveis casos de reinfecções no Brasil, 16 em São Paulo e quatro no Rio de Janeiro. Os estudos brasileiros começaram com o caso de uma enfermeira de 24 anos que testou positivo em maio, 38 dias após ser considerada curada. Em 27 de junho, a jovem acordou sentindo sintomas da doença e ao realizar um novo teste, foi constatado resultado positivo. Até o momento, o Ministério da Saúde não confirmou casos de reinfecção e afirma que se reinfectar é “um evento raríssimo, que precisa ser investigado com a máxima cautela”.

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) tem investigado 160 pacientes que testaram positivo para covid-19 duas vezes em um intervalo superior a 21 dias. De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Prevenção da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), Ricristhi Gonçalves, é preciso estar atento na investigação para conseguir entender se a pessoa teve contato com o vírus e adoeceu mais de uma vez ou se ela teve contato uma única vez e os sintomas se estenderam por um período maior que 21 dias. Os pacientes recebem acompanhamento de um grupo de infectologistas e epidemiologistas ligados universidades do estado e à Sesa. 

Dia D da multivacinação

Amanhã, (17) cerca de 1.500 unidades de saúde de todo o estado do Rio estarão abertas para atualização das cadernetas de vacinação de crianças e adolescentes. O Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação é uma ação conjunta entre Ministério da Saúde, Secretarias de Estado de Saúde e Secretarias Municipais de Saúde e tem como objetivo aumentar a cobertura de vacina da BCG para 90% e outras vacinas em 95% até o final do ano.

Todas as vacinas presentes nos calendários da criança (de 0 a 10 anos) fazem parte da campanha, como BCG, Hepatite B, Penta (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e poliomielite), Pólio inativada, Pólio oral, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Febre Amarela, Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DTP (tríplice bacteriana), Hepatite A e Varicela. Para os adolescentes até 14 anos há os reforços de vacinas, como Hepatite B, Febre Amarela, Tríplice viral, Difteria e tétano adulto, DTPa, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e Varicela.

Além dessas vacinas, também será oferecida a vacina de sarampo para pessoas de 6 meses a 59 anos.

Maré em tempos de coronavírus

Na 16ª edição do podcast da Redes da Maré, Eliana Sousa aborda o impacto da pandemia na alimentação de crianças e jovens, que em período escolar, se alimentavam nas escolas e creches e a dificuldade de famílias em garantir alimentação básica neste momento. O assunto também foi abordado no último boletim De Olho no Corona!, também disponível para leitura clicando aqui. De acordo com o documento, 17.577 famílias foram beneficiadas com a entrega de cestas de alimento e kits de higiene pessoal e de limpeza ou com oferta de cartão com crédito no valor equivalente ao da cesta básica. 

Telemedicina e saúde mental

Setembro amarelo passou, mas sempre é importante cuidar da saúde mental. Além de atendimento médico, o SAS Brasil tem realizado atendimento psicológico gratuito a moradores e moradoras da Maré de todas as idades. Basta mandar uma mensagem para (21) 99271-0554 e aguardar o retorno do especialista. O acompanhamento é feito pelo telefone, então não é preciso ir a nenhuma unidade de saúde.

Nenê do Zap

Incentivar os nenês a fazer tarefas de casa, como guardar os seu brinquedos, ajudam em seu desenvolvimento, além de ser importante na interação entre os pequenos e os seus responsáveis. Confira quais atividades podem ser feitas com os nenês na dica de hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui