Ronda Coronavírus: Decreto determina horário especial de atendimento de lotéricas e Caixa

Data:

Comlurb realiza higienização em favelas. Campanha na Maré cadastra 6 mil famílias para doações.

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até esta sexta-feira (10/04), 2.464 casos confirmados, 147 óbitos por coronavírus (Covid-19) e 101 óbitos em investigação no estado. A cidade do Rio de Janeiro tem 1.808 casos, e a segunda cidade em quantidade de casos confirmados é Niterói, com 117.

Na Maré, de acordo com o Painel Rio COVID-19, são dois casos confirmados e um óbito.

O prefeito Marcelo Crivella publicou nesta sexta-feira, 10 de abril, um decreto definindo o horário de 8h às 10h da manhã, como especial para o atendimento de idosos, grávidas, e pessoas com questões de mobilidade em lotéricas e nas agências da Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro.

Pessoas que são grupo de risco (que tem asma, hipertensão e diabetes) do novo coronavírus também podem ser atendidas durante este horário.

Continua valendo a recomendação de distanciamento de pelo menos 1,5m entre pessoas nas filas.

A Comlurb está realizando higienização nas ruas de favelas da cidade. Mais de 30 territórios na Zona Norte e Oeste da cidade já receberam a higienização que contou com o trabalho de 30 garis, o apoio de seis caminhões pipas e dois pulverizadores. Ainda não há agenda para a ação ser realizada na Maré.

Campanha Maré diz NÃO ao coronavírus, liderada pela Redes da Maré, chega ao cadastro de seis mil famílias para o recebimento de cestas básicas e itens de higiene e limpeza. Até o dia 4 de abril já haviam sido entregues 2.868 cestas com a mobilização de 150 pessoas entre tecedores da Redes da Maré e voluntários, em mais de 200 horas de trabalho, 22 carros, 03 motos e 01 van. Para saber mais, ou ser um doador basta acessar a página da campanha: http://redesdamare.org.br/br/quemsomos/coronavirus.

Compartilhar notícia:

Inscreva-se

Mais notícias
Related

Ativista e jornalista da Maré no G20

Do Conjunto de Favelas da Maré à conferência da 19a reunião de cúpula do G20, a trajetória de Kaya Bee, moradora da Nova Holanda é um exemplo inspirador na luta por um futuro mais justo e sustentável. Aos 27 anos, mãe, ativista climática e estudante de jornalismo, ela carrega a força e a resiliência de quem enfrenta os desafios da vida na favela com a determinação de transformar a realidade para os mareenses.